Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE

POlítica

Direita pró-Bolsonaro organiza cúpula conservadora em resposta a Foro de São Paulo

Evento marcado para o mês que vem, em Foz do Iguaçu, vai reunir representantes políticos da direita da América Latina

  • Carol Werneck
 | Marcelo Andrade/Gazeta do Povo
Marcelo Andrade/Gazeta do Povo
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Aliados do pré-candidato a presidente Jair Bolsonaro (PSL) vão realizar no dia 28 de julho, em Foz do Iguaçu (PR), a “Cúpula Conservadora das Américas”, evento com representantes políticos da direita latino-americana para contrapor o Foro de São Paulo. A cúpula está sendo organizada pelos deputados Fernando Francischini (PSL-PR) e Eduardo Bolsonaro (PSC-SP).

“Estamos trazendo autoridades dos cinco países que mudaram recentemente de governos de esquerda para governos de direita. O Brasil, como o maior país da América do Sul, não podia deixar de começar um debate sobre economia, cultural, segurança e política com a presença de quem representa a direita hoje, que é o [Jair] Bolsonaro”, diz Francischini.

Leia também: Bolsonaro fala em aumentar STF e indicar mais ministros “com perfil do Moro”

O grupo vem organizando a cúpula há cerca de um mês. A ideia é que ela seja um contraponto ao Foro de São Paulo, marcado para o período entre os dias 15 e 17 de julho, em Cuba, e que deve reunir representantes da esquerda de vários países. De acordo com o deputado, Foz foi escolhida por ser “nossa tríplice fronteira mais conhecida”.

Realizados desde 1990, os encontros do Foro de São Paulo atualmente reúnem partidos de 26 países da América Latina. Além desses, nações convidadas de outras regiões do mundo também costumam participar das reuniões. Este ano o encontro chega à sua 24ª edição. Historicamente, o Foro é um espaço de debate e apoio mútuo para partidos e organizações de esquerda.

Leia também: 9 vezes que o humor explicou a política. E por que isso incomoda os políticos

A organização da Cúpula Conservadora ainda não divulgou a lista de autoridades que vão participar da programação. Mas Francischini afirma que estão sendo convidados “ministros e senadores da Colômbia, do Chile, Paraguai e Argentina, que representam os partidos de direita recém-eleitos”.

Durante o evento serão realizadas mesas, palestras e debates sobre economia, cultura, política e segurança. “Vamos debater uma nova ordem de princípios alinhados ao conservadorismo e à defesa dos princípios e valores que são diferentes entre esquerda e direita.”

Programada para ser realizada no Centro de Convenções de Foz do Iguaçu, a previsão é de que a cúpula receba 3 mil pessoas. Para participar será necessário fazer uma inscrição pelo site do evento, que ainda não foi lançado. Segundo Francischini a organização ainda não decidiu se vai cobrar pelas inscrições “para ajudar a custear as despesas”.

o que você achou?

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Política

PUBLICIDADE