011646

Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Política
  3. República
  4. Eleições 2018
  5. Moro aceita convite para ser ministro da Justiça do governo Bolsonaro

confirmado

Moro aceita convite para ser ministro da Justiça do governo Bolsonaro

Juiz se reuniu com o presidente eleito nesta quinta-feira (1º), no Rio de Janeiro. Ele é o quinto ministro anunciado

  • Kelli Kadanus, com agências
 | Mauro Pimentel/AFP
Mauro Pimentel/AFP
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

O juiz federal Sergio Moro, responsável pela condução da Lava Jato em Curitiba, aceitou nesta quinta-feira (1º) o convite para ser o ministro da Justiça no governo do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). Os dois se reuniram na casa do capitão da reserva durante esta manhã. Com isso, o juiz vai precisar pedir exoneração da carreira e não vai poder mais julgar os casos da Lava Jato. 

Em nota, o juiz confirmou que, honrado, aceitou o convite, apesar de ter de abandoar a carreira de magistratura. “No entanto, a perspectiva de implementar uma forte agenda anticorrupção e anticrime organizado, com respeito a Constituição, a lei e aos direitos, levaram-me a tomar esta decisão. Na pratica, significa consolidar os avanços contra o crime e a corrupção dos ultimos anos e afastar riscos de retrocessos por um bem maior. A Operação Lava Jato seguira em Curitiba com os valorosos juizes locais. De todo modo, para evitar controvérsias desnecessárias, devo desde logo afastar-me de novas audiências. Na próxima semana, concederei entrevista coletiva com maiores detalhes”, diz a nota de Sergio Moro. Leia na íntegra.

SAIBA MAIS: Quais são os poderes oferecidos a Moro no novo superministério da Justiça

O presidente eleito também confirmou a ida de Moro para o governo. “O juiz federal Sérgio Moro aceitou nosso convite para o Ministério da Justiça e Segurança Pública. Sua agenda anti-corrupção, anti-crime organizado, bem como respeito à Constituição e às leis será o nosso norte!”, escreveu Bolsonaro em sua conta oficial no Twitter.

Ele é o quinto nome anunciado como ministro. Além dele, já foram confirmados o astronauta e tenente-coronel da reserva Marcos Pontes para o ministério da Ciência e Tecnologia, o deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS) para a Casa Civil, o general da reserva Augusto Heleno para a Defesa e Paulo Guedes para o ministério da Economia, pasta que vai englobar os atuais ministérios da Fazenda, Planejamento e Indústria.

Moro vai assumir superministério da Justiça

No desenho esboçado pela equipe de Bolsonaro, o novo ministério da Justiça será mais abrangente e vai incluir a área de Segurança Pública – que tem sob seu comando a Polícia Federal –, mais a Secretaria da Transparência e Combate à Corrupção, a Controladoria-Geral da União (CGU) e o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). 

Além de ações de combate à corrupção e lavagem de dinheiro, que são especialidades de Moro, o futuro ministro terá a responsabilidade de dar respostas à sociedade sobre a criminalidade – uma das bandeiras de campanha de Bolsonaro. 

Moro foi sondado sobre o cargo ainda durante a campanha eleitoral. Segundo o vice do presidente eleito, general Hamilton Mourão, a primeira abordagem aconteceu há algumas semanas. “Isso já faz tempo, durante a campanha foi feito um contato”, afirmou. De acordo com o general, o responsável por contatar o juiz foi o futuro ministro da Economia, Paulo Guedes.

Nesta semana, após a eleição, Moro parabenizou Bolsonaro, ainda que sem citá-lo nominalmente, e desejou que ele faça “um bom governo” e resgate a confiança da sociedade brasileira nos políticos. Sua mulher, a advogada Rosângela Wolff Moro, também se manifestou favoravelmente à eleição do capitão reformado, nas redes sociais, e disse “não ter medo da mudança”.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O jornalismo da Gazeta depende do seu apoio.    

Por apenas R$ 0,99 no 1º mês você tem
  • Acesso ilimitado
  • Notificações das principais notícias
  • Newsletter com os fatos e análises
  • O melhor time de colunistas do Brasil
  • Vídeos, infográficos e podcasts.
Já é assinante? Clique aqui.
>