Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
PUBLICIDADE

Julgamento

Sem pixuleco e separada por grades: ‘torcidas’ pró e contra Lula ficarão longe do STF

Polícia Militar estima que cerca de 20 mil pessoas devem acompanhar o julgamento do pedido de habeas corpus de Lula do gramado do Congresso, a 700 metros do prédio do Supremo

  • Brasília
  • Evandro Éboli
 | Evandro Éboli/Gazeta do Povo!
Evandro Éboli/Gazeta do Povo!
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Para evitar confrontos entre grupos pró e contra a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal vai repetir a mesma estratégia da votação do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff: separar as "torcidas" por alambrados. 

E não só isso. Militantes dos dois lados estarão impedidos de ficarem em frente e nos arredores do prédio do Supremo Tribunal Federal (STF), que julga nesta quarta-feira (4) o pedido de habeas corpus preventivo do ex-presidente. Todos terão que acompanhar o julgamento do gramado do Congresso, que fica a 700 metros da Praça dos Três Poderes, onde fica o tribunal. 

Leia também: Temendo convulsão social, Carmén Lúcia pede serenidade antes de julgamento no STF

A Polícia Militar estima, com informações de lideranças petistas e anti-petistas, que cada grupo levará cerca de 10 mil pessoas à Esplanada dos Ministérios. O Batalhão de Policiamento de Trânsito da PM decidiu fechar o trânsito para veículos na Esplanada, no trecho de acesso da Catedral Metropolitana até o STF, a partir da zero hora desta quarta-feira. 

A divisão de lados dos grupos será feita por meio de um corredor de policiamento ostensivo e uma grade de 1,20 metro de altura. Os contrários à concessão do habeas corpus deverão ficar à direita da Esplanada, e vão se concentrar no Museu Nacional, local próximo à catedral. Os favoráveis à concessão do HC vão ficar à esquerda, próximo do Teatro Nacional, outro ponto importante de referência da capital federal. 

Leia também: Manifestações contra habeas corpus de Lula reúnem milhares de pessoas no país

Os grupos MBL e Vem Pra Rua, entre outros, estão chamando seus simpatizantes para comparecer na manifestação. Num vídeo de convocação dos seus seguidores – intitulado "Todos nas ruas pela prisão de Lula: ou você vai ou ele volta!" –, os líderes do movimento apelam para que todos compareçam para "impedir que o maior criminoso da história do país saia livre de essa história". 

O PT batizou o ato em favor de seu líder maior como "Ato em Defesa da Democracia e do Direito de Lula ser Candidato". Parlamentares do PT divulgaram vídeos tentando mobilizar a militância do partido. 

A Polícia Militar proibiu que manifestantes levem balões e bonecos infláveis, projetores de laser e hastes de bandeiras que sejam paus e canos de PVC.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Política

PUBLICIDADE