Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE

debate rede tv

Tempo Real: Debate na RedeTV entre os presidenciáveis

Segundo debate para presidente da república ocorre nesta sexta-feira na Rede TV, em São Paulo

  • Gazeta do Povo
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

O segundo debate para presidente da República ocorre nesta sexta-feira, dia 17 de agosto. O encontro entre os presidenciáveis ocorre às 22 horas nos estúdios da Rede TV, em São Paulo, transmitido com o conceito multiplataforma. Isso significa que o debate é exibido em outros canais online: UOL, Facebook, Twitter e YouTube.

O encontro é mediado por três jornalistas: Amanda Klein, Boris Casoy e Mariana Godoy. Os candidatos à presidência confirmados para o debate na Rede TV são: Alvaro Dias (Podemos), Cabo Daciolo (Patriota), Geraldo Alckmin (PSDB), Marina Silva (Rede), Jair Bolsonaro (PSL), Guilherme Boulos (PSOL), Henrique Meirelles (MDB) e Ciro Gomes (PDT). A emissora confirmou que convidou o candidato do PT, Luiz Inácio Lula da Silva, para o programa. Caso algum candidato falte (inclusive o do PT), o púlpito reservado ao presidenciável será mantido.

Sergio Luis de Deus
Editor de República

Obrigado!

A você que nos acompanhou até agora, muito obrigado pela audiência. Até o próximo debate!

Compartilhe
Giorgio Dal Molin
Editor de República

PÓS-DEBATE AO VIVO

O debate na RedeTV! acabou, mas na Gazeta do Povo a conversa continua. Nossa equipe está "debatendo o debate". Saiba quem ganhou e quem saiu perdendo no segundo encontro na TV entre os presidenciáveis das Eleições 2018. Acesse agora página inicial da Gazeta do Povo: www.gazetadopovo.com.br

Compartilhe
Mario Vitor Rodrigues
Colunista da Gazeta do Povo

Boulos vem aí

Boulos sabe falar. Consegue se posicionar de maneira clara e firme. Haddad pode ser o poste da vez, mas, anotem aí: Boulos é o futuro da esquerda.

Compartilhe
Giorgio Dal Molin
Editor de República

Fatality

"Bolsonaro, Você acha que pode resolver tudo no grito, na violência. Você fica ensinando nossos jovens que tem que resolver na base do grito, Bolsonaro. Pegou na mão de uma criança e fez uma arma. É esse ensinamento que quer dar à nação?", SILVA, Marina.

Compartilhe
Erick Mota
Repórter da Gazeta do Povo

Mundo perfeito

No país que o Daciolo quer presidir, não existe crise financeira e nem déficit da previdência. Onde fica esse país?

Compartilhe
Madeleine Lacsko
Blogueira da Gazeta do Povo

Loucos x Lisos

Comenta-se que a divisão dos púlpitos deixou os candidatos separados em duas categorias muito claras na tela:
À esquerda a bancada fogo na roupa. À direita a bancada dos controlados.

Compartilhe
Mario Vitor Rodrigues
Colunista da Gazeta do Povo

Marina rocks

Marina fazendo picadinho de Bolsonaro. O dito mito sentiu o golpe e ficou nervoso. Marina trucou e terminou de um jeito que já significou o momento mais emblemático do debate.

Compartilhe
Kelli Kadanus
Repórter da Gazeta do Povo

O Twitter gostou do embate Marina x Bolsonaro

Compartilhe
Madeleine Lacsko
Blogueira da Gazeta do Povo

Quase infartamos

Boris Casoy errou e disse que Meirelles teria 45 MINUTOS, não segundos.
A galera nos bastidores reagiu revoltada.
Depois todos respiraram aliviados ao verificar que era um erro.
Ninguém veio preparado para 45 minutos de Meirelles.

Compartilhe
Kelli Kadanus
Repórter da Gazeta do Povo

Bolsonaro x Marina

Marina se saiu muito bem no confronto com Bolsonaro. Usou até a Bíblia para contra argumentar com o deputado federal. Recebeu até cumprimentos de Guilherme Boulos, por "colocar Bolsonaro em seu lugar".

Compartilhe
Fernando Henrique Martins
Jornalista do blog A Protagonista

O melhor dos debates

Até agora, meus preferidos dos debates da Band e da RedeTV, são... Boechat e Boris.

Compartilhe
Erick Mota
Repórter da Gazeta do Povo

Deixa ela falar

Quando ela foi ser chamada, a jornalista quase impediu:
- Bolsonaro o senhor quer perguntar pra quem? - Perguntou a jornalista.
- Marina Silva - respondeu Bolsonaro.
- Cabo Daciolo? - Perguntou de novo a jornalista.
- Marina Silva - repetiu Bolsonaro.

Compartilhe
Kelli Kadanus
Repórter da Gazeta do Povo

Marina mira no voto feminino

Marina ignorou solenemente a pergunta de Bolsonaro e resolveu criticar o candidato pela sua posição em relação a igualdade de salários entre homens e mulheres. Bolsonaro ataca Marina, falando em armamento, aborto e drogas. "Você acha que pode resolver tudo no grito", critica Marina. A candidata se saiu bem no confronto com Bolsonaro.

Compartilhe
Renan Barbosa
Editor da Gazeta do Povo

Esquentou

Bolsonaro saiu da gruta.

Compartilhe
Kelli Kadanus
Repórter da Gazeta do Povo

O Lula de novo...

Bolsonaro diz que não quer dar espaço para Lula no debate, mas ele voltou a citar o nome do ex-presidente. É a segunda vez que mencionam Lula no debate.

Compartilhe
Erick Mota
Repórter da Gazeta do Povo

Da Terra dos que não foram

Enquanto isso o Fidelix (sim, ele ainda existe) afirma no Twitter:
“QUERO COMANDAR A CÂMARA FEDERAL PRÁ
AJUDAR BOLSONARO E MOURÃO A TRANSFORMAR
NOSSA NAÇÃO “
Tudo em Caps Lock e "pra", COM ACENTO!

Compartilhe
Kelli Kadanus
Repórter da Gazeta do Povo

Candidato monotemático

Alvaro Dias fala em corrupção DE NOVO. O candidato parece não ter interesse em nenhum outro tema para o debate. Já está ficando chato...

Compartilhe
Erick Mota
Repórter da Gazeta do Povo

Faaaaala homem!

O silêncio entre os candidatos saírem do púlpito e irem até o centro do "ringue" é constrangedor. E diante disso somado a demora do Alvaro Dias a começar a perguntar, o apresentador falou aquilo que todos os brasileiros falaram das suas casas: "Por favor, a pergunta".

Compartilhe
Mario Vitor Rodrigues
Colunista da Gazeta do Povo

E aí, Geraldo?

O único adversário que interessa a Alckmin é Bolsonaro, mas o tucano simplesmente se esquiva. A sua sorte é que outros estão fazendo esse trabalho. Ainda assim, não brilha até aqui.

Compartilhe
Renan Barbosa
Editor da Gazeta do Povo

Sem o PT

De novo, Ciro e Alckmin dançando ciranda.

Compartilhe
Erick Mota
Repórter da Gazeta do Povo

Cadê a Silva?

Marina foi esquecida, ninguém mais perguntou nada para ela.

Compartilhe
Mario Vitor Rodrigues
Colunista da Gazeta do Povo

Meirelles derrapa, Bolso aproveita

Meirelles vai para cima de Bolsonaro, mas de maneira atabalhoada e que permite ao candidato do PSL se posicionar bem sobre as mulheres.

Compartilhe
Kelli Kadanus
Repórter da Gazeta do Povo

Meirelles x Bolsonaro

Meirelles está determinado a confrontar Jair Bolsonaro. "Em que candidato devemos acreditar? No candidato do debate ou no plano de governo? Ou o senhor não leu seu plano de governo?", questiona o ex-ministro da Fazenda. A pergunta é sobre igualdade de salários entre homens e mulheres, Bolsonaro se atrapalha e fala em segurança pública - único tema que parece dominar. Meirelles segue em frente e tenta conquistar o voto feminino ao falar em mercado de trabalho e igualdade de salários.

Compartilhe
Madeleine Lacsko
Blogueira da Gazeta do Povo

Pulseirinha Vip!

A Rede TV! Dividiu os convidados por pulseirinhas, como aquelas usadas em camarotes de balada.
Os que usam cor-de-rosa são os jornalistas, sem acesso ao estúdio onde o programa é feito.
Os de pulseirinha amarela são assessores e políticos.
Sim, TODOS os jornalistas estão de pulseirinha rosa...

Compartilhe
Fernando Henrique Martins
Jornalista do blog A Protagonista

Ciro: o gentleman

Por duas vezes Ciro Gomes faz elogios rasgados a Marina Silva. Ela seria mais querida que Kátia Abreu? Ou isso é só fachada?

Compartilhe
Giorgio Dal Molin
Editor de República

200 mil pessoas

Esse é o número de pessoas que está acompanhando o debate no Twitter, segundo a RedeTV! E nós estamos lá: @grprepublica.

Compartilhe
Giorgio Dal Molin
Editor de República

Olha a areninha

Que a RedeTV montou.

Compartilhe
Mario Vitor Rodrigues
Colunista da Gazeta do Povo

Ótimo bloco

Quem está perdendo o debate até agora, principalmente após esse bloco cujo formato deixou candidatos frente a frente? Essa é fácil: a Band.

Compartilhe
Erick Mota
Repórter da Gazeta do Povo

Palavras, apenas palavras...

Um promete tirar o nome de todo mundo do SPC e o outro diz que vai suspender a cobrança do Fies por um ano. Quem da mais?
(Ninguém explica como irá fazer, e muito menos como irá lidar com os resultados negativos para a economia).

Compartilhe
Kelli Kadanus
Repórter da Gazeta do Povo

Na prática, a teoria é outra

Todos os candidato dizem ser contra loteamento de cargos. Todos dizem que vão nomear nomes técnicos para os ministérios, sem interferência política. A conferir em 2019...

Compartilhe
Renan Barbosa
Editor da Gazeta do Povo

Segurança pública

Boulos e Daciolo não falam coisas tão distantes na segurança pública. Daciolo, aliás, se aproxima da esquerda nas ideias em vários momentos e, nisso, ele ecoa uma religiosidade comunitária de um Brasil profundo que rejeita o liberalismo frio de certos experts.

Compartilhe
Fernando Henrique Martins
Jornalista do blog A Protagonista

Olho no olho

Agrada o formato de debate apresentado pela RedeTV. O momento do confronto, em pé, frente à frente, esquenta o debate. Claro que ainda falta aos candidatos esquecer as provocações e trazer de fato, proposições que o Brasil tanto precisa.

Compartilhe
Kelli Kadanus
Repórter da Gazeta do Povo

Pessoal do Twitter não perdoa

Compartilhe
Fernando Henrique Martins
Jornalista do blog A Protagonista

Até que enfim, a segurança!

Jornalista da Istoé faz a pergunta sobre o que mais aflige o cidadão brasileiro, vide pesquisa do Instituto Paraná: a segurança pública. Guilherme Boulos diz que inteligência e prevenção é o caminho. Cabo Daciolo, como militar, defende melhorias para a categoria e políticas contra o sucateamento.

Compartilhe
Sergio Luis de Deus
Editor de República

Tricô da esquerda

Quisera eu ser uma mosca para ouvir a conversa de comadre que acontece entre Ciro e Boulos toda vez que dois candidatos são chamados ao confronto. Cochichos e risos entre os candidatos do PSOL e PDT. Se fosse na época de escola, a professora já teria separado os coleguinhas. (Fernando Silva)

Compartilhe
Erick Mota
Repórter da Gazeta do Povo

Que história...

Alvaro Dias tem uma ótima autoestima Ele afirma que o centrão não o quis, porque eles teriam dito: "Com ele nós ganhamos, mas não levamos". Será que foi assim?

Compartilhe
Mario Vitor Rodrigues
Colunista da Gazeta do Povo

E o relógio?

Virou moda usar o tempo de resposta para se defender de colocações anteriores. Se acho errado? Sim.

Compartilhe
Giorgio Dal Molin
Editor de República

Meirelles dando um banho...

De ser "Professor de Deus". Diz que sabe tudo... Sabe fazer... Só não deu um jeito de prever a explosão do dólar.

Compartilhe
Sergio Luis de Deus
Editor de República

Cadê o púlpito do PT?

O candidato ao Senado por São Paulo pelo PSL, Major Olimpio, afirmou que Jair Bolsonaro se opôs a permanência do púlpito com o nome de Lula no estúdio. Ele teria dito que "um condenado em segunda instância não poderia concorrer ao pleito, sequer participar de um debate". Segundo Major Olímpio, a direção da RedeTV consultou as assessorias dos demais candidatos e optaram por tirar a peça do cenário. Apenas Guilherme Boulos, do PSOL, foi contrário à retirada do púlpito do cenário do debate. (Fernando Silva)

Compartilhe
Renan Barbosa
Editor da Gazeta do Povo

Meirelles

Eu não sou banqueiro, nããão.

Compartilhe
Sergio Luis de Deus
Editor de República

Companheira inseparável

Chamado pela primeira vez ao confronto, no modelo de debate da RedeTV, Cabo Daciolo não deixa de carregar a Bíblia Sagrada, que tem sido sua marca nas aparições em TV e redes sociais. (Informação direto dos estúdios da RedeTV com o repórter Fernando Silva)

Compartilhe
Mario Vitor Rodrigues
Colunista da Gazeta do Povo

O mapa da mina

Meirelles e Reinaldo Azevedo foram as únicas pessoas que nos últimos meses conseguiram levar Bolsonaro a fazer papel de palhaço. E a estratégia foi inusitada: perguntaram sobre o Brasil.

Compartilhe
Renan Barbosa
Editor da Gazeta do Povo

Daciolo

Por enquanto, não empolga. Perdeu o fator novidade e não subiu o tom neste debate.

Compartilhe
Kelli Kadanus
Repórter da Gazeta do Povo

Boa estratégia

Boa a estratégia dos jornalistas da casa. Fazem boas perguntas e conseguem expor as deficiências dos candidatos em relação aos temas. Jair Bolsonaro (PSL) se complicou na primeira resposta e Ciro Gomes (PDT) aproveitou a deixa. Na segunda pergunta, Cabo Daciolo não foi tão bem e Marina Silva foi melhor no comentário.

Compartilhe
Mario Vitor Rodrigues
Colunista da Gazeta do Povo

Bolso perdidinho

Bolsonaro perdido. Não há como colocar de outra maneira. Reinaldo Azevedo o colocou em uma situação constrangedora.

Compartilhe
Kelli Kadanus
Repórter da Gazeta do Povo

Falta de conhecimento

A falta de conhecimento de Bolsonaro em temas econômicos ficou extremamente evidente na pergunta feita pelo jornalismo Reinaldo Azevedo. O deputado federal falou devagar, parecendo desesperado para seu tempo passar rápido enquanto divagava propostas rasas e ensaiadas. Paulo Guedes fez falta agora, ein!

Compartilhe
Sergio Luis de Deus
Editor de República

PT sem representante

Diferentemente do debate da Band, nenhum representante do PT veio à RedeTV! para assistir ao segundo confronto entre presidenciáveis, na noite desta sexta. O coordenador do programa econômico do partido, Márcio Pochmann, participou apenas de uma sabatina prévia realizada pela emissora nas redes sociais para falar sobre o plano de governo da candidatura petista.

Compartilhe
Renan Barbosa
Editor da Gazeta do Povo

Informação da sala digital

Lula dominou o dia em número de menções no Facebook, devido à chicana da ONU, mas Bolsonaro passou o ex-presidente durante o primeiro bloco do debate.

Compartilhe
Mario Vitor Rodrigues
Colunista da Gazeta do Povo

Até agora...

Até o momento, Meirelles, Boulos, Ciro e Marina conseguiram passar uma boa impressão. Bolsonaro menos e Alckmin quase nada.

Compartilhe
Giorgio Dal Molin
Editor de República

Boulos devolve tapa de Meirelles

Estou junto com sem teto. Estou junto com sem terra. Só não estou junto com sem vergonha.

Compartilhe
Madeleine Lacsko
Blogueira da Gazeta do Povo

Silêncio total

Assim que Daciolo é Bolsonaro se dirigiram ao círculo central do estúdio, o burburinho parou.
Todos de olhos colados na tela.

Compartilhe
Madeleine Lacsko
Blogueira da Gazeta do Povo

Pulseirinha vip!

A Rede TV! Dividiu os convidados por pulseirinhas, como aquelas usadas em camarotes de balada.
Os que usam cor-de-rosa são os jornalistas, sem acesso ao estúdio onde o programa é feito.
Os de pulseirinha amarela são assessores e políticos.
Sim, TODOS os jornalistas estão de pulseirinha rosa...

Compartilhe
Kelli Kadanus
Repórter da Gazeta do Povo

Debate mais dinâmico

Até aqui, o debate está melhor que o da semana passada. Os candidatos estão melhor preparados e o formato tornou o encontro mais dinâmico.

Compartilhe
Erick Mota
Repórter da Gazeta do Povo

Nova Ordem Mundial do Daciolo

Daciolo garante que os pilares da república estão sendo quebrados e diz que as urnas eletrônicas têm fraude. Afirma ainda que se não voltar o voto em cédulas um candidato da Nova Ordem Mundial vai ser eleito no final. Esse candidato já estaria escolhido - diz ele.

Compartilhe
Mario Vitor Rodrigues
Colunista da Gazeta do Povo

As duas faces de Daciolo

Daciolo serviu de capacho para Bolsonaro e de escada para Boulos.

Compartilhe
Kelli Kadanus
Repórter da Gazeta do Povo

Boulos para Meirelles

“Estou com sem terra, sem teto, só não estou com sem vergonha".

Compartilhe
Kelli Kadanus
Repórter da Gazeta do Povo

Teoria da conspiração

Cabo Daciolo aproveita a rede nacional para espalhar uma teoria da conspiração: as urnas eletrônicas são fraudadas no Brasil. "Vamos votar em cédulas, pela honra e glória do senhor Jesus", concluiu. Em tempos de fake news, Daciolo não contribui em nada com a democracia ao levantar esse tipo de teoria em um debate presidencial.

Compartilhe
Erick Mota
Repórter da Gazeta do Povo

Última escolha

Cabo Daciolo é o último a ser escolhido. Tipo aqueles garotos ruins de bola no colégio.

Compartilhe
Kelli Kadanus
Repórter da Gazeta do Povo

Sem debate

Cabo Daciolo e Bolsonaro deveriam debater no centro do palco, mas parece mais um trabalho em equipe na escola: cada um fala uma parte do trabalho e todo mundo sabe o roteiro que vai ser seguido.

Compartilhe
Erick Mota
Repórter da Gazeta do Povo

Bíblia na mão

Todos vão para o "ringue central" sem nada nas mãos, mas Cabo Daciolo vai com a Bíblia.

Compartilhe
Kelli Kadanus
Repórter da Gazeta do Povo

Daciolo e a Bíblia

Daciolo foi para o centro do palco com a Bíblia nas mãos.

Compartilhe
Renan Barbosa
Editor da Gazeta do Povo

I wanna hold your hand

Ciro e Alckmin na ciranda novamente. Na falta da candidatura mais competitiva à esquerda, estará Alckmin tentando polarizar com Ciro?

Compartilhe
Sergio Luis de Deus
Editor de República

Aprovado o círculo central

Muito interessante a ideia do círculo central para as perguntas frente a frente. Dá uma dinâmica diferente ao debate, com os candidatos abandonando a zona de conforto do púlpito. Além de oferecer ao telespectador diferentes ângulos e enquadramentos de câmera. Aprovado!

Compartilhe
Kelli Kadanus
Repórter da Gazeta do Povo

Time dos sonhos vira time do pesadelo

Boulos tem boas sacadas nos debates. Pegou uma resposta do Meirelles sobre o "time dos sonhos" montado por Meirelles no Banco Central e disse: "O seu time dos sonhos virou o time do pesadelo do povo brasileiro", se referindo ao desemprego. Meirelles não deixou por menos: "Criamos emprego para quem trabalha, e não para quem vive de invadir terras". Boulos é líder do MTST.

Compartilhe
Renan Barbosa
Editor da Gazeta do Povo

PSOL

Boulos repetindo que o PSOL é um partido diferente, lembra muito a retórica do PT dos anos 1990. Quantas prefeituras têm o PSOL mesmo? Quantos governos estaduais?

Compartilhe
Mario Vitor Rodrigues
Colunista da Gazeta do Povo

Meirelles “on fire”

“Isso é para quem entende, Guilherme”, sapecou Meirelles, para depois demolir Boulos. Devo dizer que estou surpreso com o candidato todo governo.

Compartilhe
Giorgio Dal Molin
Editor de República

Xiiii... "arrogou"

É para quem entende, Guilherme...

Compartilhe
Mario Vitor Rodrigues
Colunista da Gazeta do Povo

Como é que é?

Bolsonaro falou sobre a burocracia na hora de abrir empresas para uma pergunta sobre geração de empregos? É isso mesmo? 🤔

Compartilhe
Erick Mota
Repórter da Gazeta do Povo

Curiosidade

Boulos chama Meirelles pelo sobrenome e Meirelles chama Boulos pelo primeiro nome – Guilherme.

Compartilhe
Kelli Kadanus
Repórter da Gazeta do Povo

Boulos aproveita o debate para lembrar o eleitor que Meirelles é do MDB. E cita uma turma nada popular quando o assunto é combate à corrupção: Eduardo Cunha, Temer, Renan Calheiros... De novo, a corrupção volta ao centro do debate.

Compartilhe
Erick Mota
Repórter da Gazeta do Povo

Meirelles x Bolsonaro

Meirelles fala para Bolsonaro que não se cria emprego no gripo. E Bolsonaro começa atacando Meirelles e já dá aquela resposta pronta "vou desburocratizar, desregulamentar muita coisa no Brasil".

Compartilhe
Kelli Kadanus
Repórter da Gazeta do Povo

Apanhou de graça

Meirelles tentou complicar Bolsonaro perguntando sobre como conseguir emprego para os brasileiros. Acabou apanhando por sua atuação no governo Lula e na iniciativa privada, onde trabalhou na JBS. Para o eleitorado do capitão da reserva, Bolsonaro saiu ganhando nessa.

Compartilhe
Sergio Luis de Deus
Editor de República

Olha a corrupção aí gente!

O tema domina o debate até agora. Candidatos começaram respondendo individualmente como farão para atacar a corrupção. Nas perguntas cara a cara com adversários, Alvaro Dias aproveitou o tema para atacar Lula: “essa encenação de candidatura é uma afronta ao país, é um desrespeito ao Estado Democrático de Direito”. No debate anterior, o problema foi pouco abordado.

Compartilhe
Kelli Kadanus
Repórter da Gazeta do Povo

Marina vai bem

Marina Silva, até aqui, está se saindo bem no debate. Conseguiu escapar de uma armadilha armada por Alvaro Dias e, de quebra, bater em Alckmin. Também se saiu melhor no embate com Alvaro, que não consegue desapegar do tema corrupção.

Compartilhe
Kelli Kadanus
Repórter da Gazeta do Povo

Marina vai bem

Marina Silva, até aqui, está se saindo bem no debate. Conseguiu escapar de uma armadilha armada por Alvaro Dias e, de quebra, bater em Alckmin. Também se saiu melhor no embate com Alvaro, que não consegue desapegar do tema corrupção.

Compartilhe
Madeleine Lacsko
Blogueira da Gazeta do Povo

Adoçando a galera

Além da sala dos convidados, os jornalistas têm acesso a uma sala específica para ver o debate enquanto trabalham aqui na Rede TV!
Além de Wi-Fi, bancadas, puffs, cadeiras e tomadas à vontade, tem guaraná, dadinho e fini de dentadura.
Difícil resistir.

Compartilhe
Renan Barbosa
Editor da Gazeta do Povo

Quem sai aos seus?

Alvaro Dias tenta fazer Marina falar sobre o PT e os escândalos de corrupção. Marina aproveita para falar de Aécio Neves e o PSDB.

Compartilhe
Kelli Kadanus
Repórter da Gazeta do Povo

Briga pela imagem da Lava Jato

Marina Silva e Alvaro Dias brigam pela imagem de candidato da Lava Jato. Os dois tentam embarcar na popularidade da investigação. Marina aproveita a oportunidade para falar de combate à corrupção e defender a Lei Ficha Limpa. Alvaro ataca a candidatura de Lula, que mesmo inelegível registrou candidatura no TSE. Nesse embate, Marina se saiu melhor.

Compartilhe
Mario Vitor Rodrigues
Colunista da Gazeta do Povo

A vez de Marina caçar tucano

“Esse púlpito vazio já está ocupado por aqueles que estavam no palanque e agora apóiam o candidato do PSDB”, diz Marina. Bateu bonito em Alckmin.

Compartilhe
Erick Mota
Repórter da Gazeta do Povo

Te pergunto pra eu responder

A primeira pergunta do Alvaro Dias foi feita para ele mesmo responder logo na sequência. E sem citar o nome do Lula - "aquele candidato inelegível".

Compartilhe
Kelli Kadanus
Repórter da Gazeta do Povo

Lá vem o Lula

Alvaro Dias pergunta para Marina Silva o que ela acha sobre o púlpito vazio que estava no estúdio, destinado a Lula. O móvel foi retirado por causa de protestos de outros candidatos.

Compartilhe
Renan Barbosa
Editor da Gazeta do Povo

Mudança?

Se seguirem nessa toada, neste debate os candidatos falarão muito mais sobre o PT, a sombra da eleição.

Compartilhe
Mario Vitor Rodrigues
Colunista da Gazeta do Povo

“Ciro x Alckmin”

Ciro foi para cima de Geraldo. E foi bem. Mas Alckmin foi hábil ao colar a pec do teto no PT: “Vacina anti-PT”.

Compartilhe
Giorgio Dal Molin
Editor de República

Chavão

Surge pela primeira vez no debate a frase que virou chavão na eleição.

Compartilhe
Renan Barbosa
Editor da Gazeta do Povo

Alckmin e Ciro

Fazem um duelo de cavalheiros sobre temas fiscais; o ex-governador de São Paulo aproveita para dar uma estocada contra o PT: PEC do teto é "vacina" contra o partido.

Compartilhe
Giorgio Dal Molin
Editor de República

Dohyō

As lutas de sumô ocorrem em um dohyō: uma areninha circular. É tipo isso que acontece no debate da RedeTV.

Compartilhe
Renan Barbosa
Editor da Gazeta do Povo

Ideologia de gênero

Quer uma leitura mais rápida sobre o assunto? Comece por aqui.

Compartilhe
Kelli Kadanus
Repórter da Gazeta do Povo

Confronto direto

Agora deve começar a esquentar o debate. Os candidatos vão fazer perguntas entre si.

Compartilhe
Kelli Kadanus
Repórter da Gazeta do Povo

Mesmo discurso de sempre

Bolsonaro tem que responder a uma pergunta sobre educação. Começa pelo mesmo discurso manjado de sempre: acabar com a ideologia de gênero (zzzzzz) e militarizar o ensino. Nada de novo até agora.

Compartilhe
Mario Vitor Rodrigues
Colunista da Gazeta do Povo

Hã???

“Diretores militares” nas escolas, propõe Bolsonaro. 😳

Compartilhe
Erick Mota
Repórter da Gazeta do Povo

Análise crítica é ruim - Diz ele...

O problema do ensino básico para Bolsonaro é que hoje em dia as crianças aprendem: “Ideologia de gênero, partidarização e análise crítica sobre diversos temas....”

Compartilhe
Mario Vitor Rodrigues
Colunista da Gazeta do Povo

"Geraldo experto"

Alckmin aproveita bem a pergunta e bate no nº de partidos, fazendo relação com o desperdício público‬.

Compartilhe
Mario Vitor Rodrigues
Colunista da Gazeta do Povo

Pré-Sal

“Nós vamos revogar a “entrega” do Pré-Sal para as empresas estrangeiras”, sapecou Boulos.

Compartilhe
Renan Barbosa
Editor da Gazeta do Povo

Receita para o desastre

É o que o Guilherme Boulos acaba de desenhar em rede nacional.

Compartilhe
Kelli Kadanus
Repórter da Gazeta do Povo

Alvaro e a Lava Jato

Se Ciro tem fixação pelos brasileiros com nome no SPC, Alvaro Dias tem fixação pela Lava Jato. Estamos na segunda pergunta e ele já citou a operação. Pelo menos dessa vez não prometeu nomear o juiz Sergio Moro ministro da Justiça (ainda).

Compartilhe
Erick Mota
Repórter da Gazeta do Povo

João Amoêdo

O presidenciável João Amoêdo tinha esperanças de participar do debate. Ele falou na sua conta no Twitter às 19h:
"Fui citado hoje na @RedeTV como participante do debate. Ainda não recebi o convite mas estou a postos, aguardando a confirmação ou a retratação da emissora."

Compartilhe
Kelli Kadanus
Repórter da Gazeta do Povo

Candidato do amor

Cabo Daciolo (Patriotas) não decepciona: começa falando de Deus e diz que vai ser presidente. Também diz que o país precisa de amor.

Compartilhe
Renan Barbosa
Editor da Gazeta do Povo

Brasil brasileiro

Em política, é sempre bom ficar com o pé atrás, mas fato é que Cabo Daciolo fala como falam muitos brasileiros. Interjeições religiosas são parte da cultura popular. Daí seu apelo.

Compartilhe
Kelli Kadanus
Repórter da Gazeta do Povo

Púlpito vazio foi retirado

O púlpito vazio deixado para Lula foi retirado poucos minutos antes do debate entrar no ar. Os demais candidatos reclamaram da iniciativa da emissora. Jair Bolsonaro (PSL) chegou a ameaçar se retirar.

Compartilhe
Giorgio Dal Molin
Editor de República

Não pode entrar

Jornalistas que foram acompanhar o debate ficam do lado de fora, ao lado de onde ocorre o debate. Foto: Madeleine

Compartilhe
Kelli Kadanus
Repórter da Gazeta do Povo

Ciro adora o SPC

Ciro Gomes (PDT) parece ter uma fixação pelos brasileiros com nome no SPC. Falou disso ao se apresentar e esqueceu de responder a pergunta, que era sobre corrupção.

Compartilhe
Erick Mota
Repórter da Gazeta do Povo

Um chavão pra chamar de seu

Alvaro Dias começa com que frase? A de sempre: "Eu vou refundar a república".

Compartilhe
Kelli Kadanus
Repórter da Gazeta do Povo

Tempo escasso

Os candidatos têm 40 segundos para responder a primeira pergunta. Henrique Meirelles (MDB) e Geraldo Alckmin (Rede) se atrapalharam e não conseguiram concluir. Marina Silva (Rede) terminou na tampa.

Compartilhe
Sergio Luis de Deus
Editor de República

Como combater a corrupção?

A pergunta é como combater a corrupção no Brasil. Mas Henrique Meirelles, Alckmin e Marina aproveitam para se apresentar. Em 45 segundos, parece difícil falar claramente...

Compartilhe
Kelli Kadanus
Repórter da Gazeta do Povo

Reformas

Geraldo Alckmin começa prometendo enviar reformas para o Congresso no primeiro dia de governo.

Compartilhe
Erick Mota
Repórter da Gazeta do Povo

Do Twitter para o Google

A Rede TV já emplaca o trending topics do Twitter, mas ainda está em 12º na busca do Google.

Compartilhe
Sergio Luis de Deus
Editor de República

Mediadores

Os jornalistas Amanda Klein, Boris Casoy e Mariana Godoy irão mediar o debate.

Compartilhe
Kelli Kadanus
Repórter da Gazeta do Povo

Começou

Debate começa e já está em segundo lugar nos trending topics do Twitter.

Compartilhe
Giorgio Dal Molin
Editor de República

COMEÇOU

Está no ar o debate da Rede TV. Acompanhe com nossos comentários!

Compartilhe
Erick Mota
Repórter da Gazeta do Povo

Começou!

Começou agora o debate. A programação da RedeTV saiu dos famosos das telinhas, para os famosos das urnas. Que esse seja um bom debate!

Compartilhe
Erick Mota
Repórter da Gazeta do Povo

O segredo das exclusivas

Quer saber como você viu só aqui tanta entrevista antes do debate?
A Rede TV direcionou a imprensa para uma sala onde há um coquetel de salgados e doces.
Fernando Henrique Martins e Madeleine ficaram do outro lado do prédio, no sereno, correndo atrás de notícia para vocês.
Essa dupla não perde uma! Nas palavras da Madeleine:
"Gente do interior janta cedo: já viemos de estômago forrado."

Compartilhe
Erick Mota
Repórter da Gazeta do Povo

Mulher tem jeito para unir

Madeleine conversou com Renata Abreu agorinha pouco e perguntou:
"Como conseguiu transformar o nanico PSC numa máquina com alguns dos principais nomes da política brasileira".
Mulher tem jeito para unir, ela explica. Garante que, entre esquerda e direita, o Brasil quer é ir para frente.

Compartilhe
Erick Mota
Repórter da Gazeta do Povo

Sandálias da Humildade

Madeleine foi falar com Meirelles e olhe o que aconteceu:
"Só Henrique Meirelles, dono da maior e mais luxuosa comitiva, com vários Azeras pretos, não quis falar com a gente.
Nem respondeu quando abordamos. Um assessor de cara fechada já interrompeu: “De onde é???”
Olhando para o infinito - não para nós - o candidato informou que não iria falar".

Compartilhe
Sergio Luis de Deus
Editor de República

Como será a dinâmica do debate

Ao todo, serão quatro blocos apresentados no debate da Rede TV. Durante a primeira parte, haverá a apresentação pessoal dos presidenciáveis e uma rodada de perguntas entre eles. Também serão apresentadas perguntas da população, gravadas junto a cidadãos na rua.

Compartilhe
Sergio Luis de Deus
Editor de República

Como será a dinâmica 2

No segundo bloco, serão feitas perguntas por jornalistas da emissora e da Revista IstoÉ, parceira no evento. Na terceira etapa do debate na RedeTV, haverá um novo confronto entre os candidatos. No quarto e último bloco, os participantes farão as considerações finais.

Compartilhe
Erick Mota
Repórter da Gazeta do Povo

Renata Abreu

Mais uma exclusiva pra conta! Madeleine abordou a "toda poderosa do PODEMOS", deputada Renata Abreu (SP), que diz que o Alvaro Dias não precisará falar do que vai fazer. Confira:

Compartilhe
Kelli Kadanus
Repórter da Gazeta do Povo

Ausência de Lula

O candidato à Presidência Alvaro Dias (Podemos) afirmou, ao entrar no estúdio do debate da RedeTV!, que é positivo ter um púlpito vazio com o nome do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no programa.O candidato afirmou ainda que o Comitê de Direitos Humanos da ONU, que pediu ao Brasil a manutenção dos direitos políticos de Lula como candidato, não conhece "o farto material de provas da corrupção no País".

Compartilhe
Kelli Kadanus
Repórter da Gazeta do Povo

Púlpito vazio

Como Lula não vai participar do debate por estar preso, a emissora vai deixar um púlpito vazio em referência ao petista. O candidato Guilherme Boulos (PSOL) falou sobre isso."Ter a cadeira vazia demonstra que tem uma ausência e que está sendo cometida uma injustiça", afirmou.

Compartilhe
Fernando Henrique Martins
Jornalista do blog A Protagonista

Fé e militares, pede Major Olímpio

O candidato ao Senado pelo PSL, Major Olímpio, acaba de chegar ao debate nos estúdios da RedeTV. Em entrevista exclusiva, disse que a onda de militares em candidaturas nessas eleições atende ao desejo popular. "Precisamos de homens de fé, crentes na palavra de Deus e com a característica militar", disse.
Para o candidato, é um movimento que surge nos últimos anos frente ao descontentamento da nação. "Até mesmo o Paulo Skaf e o Márcio França lançaram vices mulheres e militares. Nao estamos errados em nosso pensamento", exemplificou.

Compartilhe
Erick Mota
Repórter da Gazeta do Povo

Alckmin está bravo com FHC?

Madeleine abordou o presidenciável Geraldo Alckmin (PSDB) e ele teve que responder se está bravo com Fernando Henrique Cardoso. Será?

Compartilhe
Erick Mota
Repórter da Gazeta do Povo

Ele Desceu do Monte

O presidenciável Cabo Daciolo (PATRI) - o famoso "divulgador" da URSAL - concedeu uma entrevista exclusiva para a Madeleine. Confira!

Compartilhe
Erick Mota
Repórter da Gazeta do Povo

Entrevista Exclusiva

Madeleine - que é rápida no gatilho - fez uma entrevista exclusiva com Eduardo Bolsonaro. Confira:

Compartilhe
Erick Mota
Repórter da Gazeta do Povo

Lula ONU

No momento, a pesquisa por "Lula ONU" é a segunda busca mais acessada no Google. A ONU deu um parecer hoje, solicitando que o Estado Brasileiro garanta que Lula
“desfrute e exercite seus direitos políticos como candidato nas eleições presidenciais de 2018". Lula não participará do debate de hoje por estar preso em Curitiba. Saiba mais sobre esse comunicado da ONU

Compartilhe
Erick Mota
Repórter da Gazeta do Povo

Jingle obrigatório

Carros de som estão parados na entrada da RedeTV! tocando sem parar o jingle do Bolsonaro, ninguém entra na emissora sem ouvir a música. Confira o vídeo feito pela Madeleine:

Compartilhe
Madeleine Lacsko
Blogueira da Gazeta do Povo

Quase fiz uma participação mais que especial

Já a postos aqui na sede da Rede TV!, em Osasco, para a cobertura dos bastidores do debate.
Assim que entrei, uma integrante do staff da emissora perguntou: “você é a moça de LIBRAS”?
Quaaaase respondi que sim, Brazyl! Muita tentação.

Compartilhe
Giorgio Dal Molin
Editor de República

TSE confirma Lula fora do debate

O ministro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) Sérgio Banhos negou no início da noite desta sexta (17) um recurso da defesa do ex-presidente Lula que pedia a ele para reconsiderar decisão anterior e, com isso, autorizar a participação do petista no debate da Rede TV!, marcado para as 22h.
A defesa sustentou que a primeira decisão de Banhos, que rejeitou o pedido sem nem sequer analisar o mérito, não havia sido devidamente fundamentada. O ministro do TSE escreveu que se trata de mero inconformismo dos advogados.
Fonte: Folhapress

Compartilhe
Sergio Luis de Deus
Editor de República

Pós-debate

Logo após o debate, a equipe da Gazeta do Povo vai analisar, ao vivo neste espaço, o desempenho dos candidatos e dizer quem ganhou e quem perdeu. Fique ligado!

Compartilhe
Sergio Luis de Deus
Editor de República

O que esperar do debate?

Quer ter um gostinho do que vai acontecer hoje no debate da Rede TV? Assista abaixo ao programa Café da República.

Compartilhe
Sergio Luis de Deus
Editor de República

Jornalistas comentam debate

Olá! A partir das 22 horas, a Rede TV transmite o segundo debate entre presidenciáveis de 2018 na tevê aberta. Acompanhe conosco, em tempo real, a transmissão do evento, com análises e opiniões exclusivas direto de São Paulo e Curitiba.

Compartilhe
Madeleine Lacsko
Blogueira da Gazeta do Povo

Uma nova Marina

A vibração nos bastidores durante o embate Marina x Bolsonaro foi ao ápice.
Ao mostrar-se como mãe evangélica, citar a Bíblia, repreender o homem valentão que tenta ganhar no grito e recomendar que ensinemos as crianças a andar no caminho reto, Marina em nenhum momento atacou pessoalmente o candidato.
Bolsonaro desestabilizou-se emocionalmente quando a candidata tentou interrompê-lo e fez uma pergunta que ela levou menos de um segundo para responder, arrancando risadas nos bastidores.
Temos uma nova Marina?

Compartilhe

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE