Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Debate na Band: candidatos a prefeito de Curitiba
Imagem do debate de candidatos a prefeito de Curitiba.| Foto: Reprodução/Youtube

Levantamento realizado pelo Instituto Polis durante a transmissão do debate entre candidatos à prefeitura de Curitiba, nesta quinta-feira (1), demonstrou que os eleitores ficaram frustrados com o tom ameno das discussões entre os sete participantes - a Band dividiu os concorrentes em dois grupos e irá promover um segundo debate com quem não estava nesse primeiro evento.

As informações do Paraná no WhatsApp

O estudo analisou o conteúdo das interações no Twitter que foram marcadas com a hashtag DebateBandPR. Ao todo, foram coletadas 270 interações, o que, para as pesquisadoras do Instituto, demonstra também uma baixa mobilização na rede social em relação ao debate.

“Ficou nítida a existência de polarizações na cidade, sobretudo entre candidatos conservadores e progressistas e a frustração dos expectadores com o tom ameno, mas já esperado por ser o primeiro da eleição, usado mais para exposição de plataformas de campanha e histórico dos candidatos”, diz a diretora do Instituto e especialista em monitoramentos de redes sociais, Francieli Manginelli.

“O Twitter é uma rede bastante polarizada, logo, não pode ser utilizado como representante oficial da opinião pública, mas dentre essas manifestações pudemos perceber algumas tendências”, explica.

Confira as principais reações durante o debate

  • Ao todo, 63 mensagens foram para apoiar algum candidato ou candidata, fazendo menções às suas propostas, à sua imagem ou afirmando votar no mesmo. Todos os candidatos participantes receberam tuítes de apoio, e, dos não participantes, Rafael Greca (DEM) e Goura (PDT) também foram citados a partir desta perspectiva.
  • Por outro lado, 145 mensagens trouxeram críticas a algum candidato ou candidata, fazendo menções a ações realizadas no passado, às propostas defendidas pelos mesmos, ou ainda a falta de uma postura mais enfática durante o debate. Todos os candidatos participantes foram citados sob essa perspectiva e Goura (PDT) também.
  • Em alguns casos houve mais críticas aos partidos do que aos próprios candidatos.
  • O candidato do Novo, Dr. João Guilherme, teve a rede de apoio mais bem organizada, tendo recebido 28 tuítes em tom de apoio, inclusive com uso de hashtag estabelecida.
  • Uma temática bastante recorrente nos tuítes foi em relação à participação de Francischini (PSL) no episódio de violência policial contra professores, em abril de 2015, quando ele era secretário da Segurança Pública no Paraná.
  • A candidata Marisa Lobo (Avante) foi a mais criticada na rede, principalmente por suas propostas e postura conservadora. Em segundo lugar, Fernando Francischini (PSL), principalmente pelo episódio do embate com os professores.
  • Também houve significativa insatisfação por parte da desenvoltura dos candidatos no debate, que mais expuseram suas ideias e trocaram “cordialidades” com suas perguntas, do que criticaram um ao outro (grande expectativa do público para o debate).
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]