i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Eleições municipais

Candidatos da segurança pública estão mais numerosos – e mais à direita – em 2020

  • Brasília
  • 28/10/2020 16:04
Policiais de todo o país têm a disposição uma grade de cursos oferecidos pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública.
Partidos de direita abrigam 4.171 candidatos da área da segurança pública em 2020.| Foto: Aniele Nascimento/Gazeta do Povo

Depois de uma queda nas eleições de 2016, o número de candidatos ligados à segurança pública nas eleições municipais voltou a crescer neste ano, no rastro do recorde de candidaturas da categoria em 2018. Em 2020, 7.258 candidatos disputam cargos de prefeito e vereador em todas as cidades brasileiras. A maior parte dos candidatos vem da Polícia Militar e disputa o pleito em partidos de direita.

Os números são do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado em outubro, que coletou as informações junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). São considerados agentes de segurança pública os candidatos ligados às polícias Civil, Federal, Rodoviária Federal ou Militar, os bombeiros militares e os membros das Forças Armadas.

De acordo com os dados, em 2020 o número de candidatos da segurança pública cresceu 3% em relação à eleição municipal anterior, quando foram 7.041 candidatos ligados à área. Mesmo assim, a quantidade de candidaturas de 2020 ainda é menor do que a registrada em 2012, quando houve 7.486 concorrentes relacionados à segurança pública.

Se considerarmos a parcela representada pelos postulantes da área de segurança em relação ao total de candidaturas, por outro lado, os números apontam para uma queda lenta e gradativa desde 2012. Naquele pleito, 1,5% dos candidatos eram desta categoria. Já em 2016 o número caiu para 1,4% e, em 2020, esses candidatos são 1,3% do total de concorrentes aos cargos de prefeito e vereador.

EleiçãoTotal de candidaturasCandidatos da segurança% de candidatos da segurança em relação ao total
2012481.7827.4861,5%
2016496.9277.0411,4%
2020551.0707.2581,3%

Apesar do número e da proporção menor de candidatos da segurança em 2016, na comparação com 2012, a redução nas candidaturas ocorreu apenas entre os candidatos a vereador. Os postulantes a prefeito, por outro lado, cresceram entre um pleito e outro – e também foram mais eleitos.

EleiçãoTotal de candidatosTotal de eleitosCandidatos a prefeitoPrefeitos eleitosCandidatos a vereadorVereadores eleitos
20127.486848164287.322820
20167.041829221366.820793

Quais são os partidos com mais candidatos ligados à área

Nas eleições deste ano, o PSL é o partido que mais lançou candidatos da área de segurança pública: são 683 pessoas concorrendo aos cargos de prefeitos e vereadores em todo o país. Em segundo lugar aparece o Republicanos, com 457 candidatos. Nas eleições municipais de 2012 e 2016, o partido não lançou nenhum candidato que trabalhava na área.

Na centro-direita, o destaque é para o PSD, com 455 candidatos ligados à segurança nestas eleições. Em seguida aparece o MDB, com 435. O PL também entrou na onda das candidaturas de profissionais da segurança em 2020, com 409 candidatos – em quinto lugar no número de candidatos. A legenda não lançou candidaturas dessas categorias nas duas eleições municipais passadas.

Considerando somente o espectro ideológico dos partidos que abrigam os candidatos da área de segurança, porém, os números apontam que candidatos ligados à centro-direita se elegeram mais. Em 2012, foram 3.072 candidatos em partidos de direita, com 276 eleitos; e 2.497 em partidos de centro-direita, dos quais 364 tiveram sucesso eleitoral. Em 2016, por sua vez, eram 3.392 candidatos de direita, dos quais 314 foram eleitos; e 2.267 de centro-direita, com 365 vitoriosos.

E, enquanto o número de candidatos e eleitos por partidos de direita e centro-direita aumentou nas eleições municipais de 2012 para 2016, o inverso ocorreu com postulantes e eleitos ligados à segurança pública que estão em partidos de esquerda e centro-esquerda.

-Candidatos 2012Eleitos 2012Candidatos 2016Eleitos 2016Candidatos 2020
Centro-Direita2.4973642.2673652.190
Centro-Esquerda1.1821321.046123686
Direita3.0722763.3923144.171
Esquerda7356733627211
Total 7.486 848 7.041 829 7.258

Candidatos da segurança pública passam por teste após fenômeno de 2018

As eleições de 2020 são o primeiro pleito municipal após as eleições de 2018, e podem servir como um teste da persistência do fenômeno bolsonarista. Isso porque, no rastro da campanha do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), as últimas eleições gerais registraram o maior número de candidatos de segurança pública desde 2010. A proporção de eleitos também foi a maior: 7,9% dos candidatos da área se elegeram para algum cargo (116 no total, em todo o país).

As eleições gerais costumam ter mais candidatos ligados à segurança pública do que as municipais. Em 2010, 4,6% dos candidatos a algum cargo no Brasil eram da área. Em 2014 esse número caiu para 4,4% e em 2018 voltou a crescer, chegando a 5,1% do total de candidatos.

EleiçãoTotal de candidaturasCandidaturas da segurança % de candidatos da segurança em relação ao total
2010 22.538 1.037 4,6%
201424.1741.1614,4%
2018 29.085 1.469 5,1%

O número de eleitos também foi o maior registrado desde 2010. Em 2018, dois governadores e cinco senadores ligados à segurança pública se elegeram. Em 2010 e 2014, nenhum profissional da área foi eleito para esses cargos.

Além disso, o número de deputados federais ligados à segurança eleitos em 2018 mais que dobrou em relação à eleição anterior, passando de 13 para 28. Nas Assembleias Legislativas do país, os profissionais da segurança pública eleitos em 2014 eram 27 e em 2018 passaram a ser 80.

EleiçãoCandidatos a deputado federalDeputados federais eleitosCandidatos a deputado estadualDeputados estaduais eleitos
2010306372324
20143021385127
20184532899380
1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 1 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • Q

    Quincas

    ± 0 minutos

    Aí vem mais defensores do corporativismo semelhante àqueles dos funças que foram contra a reforma da previdência.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso