Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Pesquisa eleitoral para a prefeitura de São Paulo
| Foto: Arte/Gazeta do Povo

O Ibope divulgou neste domingo (20) a primeira pesquisa para a disputa pela prefeitura de São Paulo após a definição de todos os candidatos (veja o perfil de cada um neste link). O levantamento, encomendado pela Associação Comercial de São Paulo e publicado originalmente no jornal O Estado de S. Paulo, mostra Celso Russomanno (Republicanos) na liderança, seguido do atual prefeito, Bruno Covas (PSDB). Confira os números da pesquisa estimulada:

  • 24% Celso Russomanno (Republicanos)
  • 18% Bruno Covas (PSDB)
  • 8% Guilherme Boulos (PSOL)
  • 6% Márcio França (PSB)
  • 2% Arthur do Val/ Mamãe Falei (Patriota)
  • 2% Joice Hasselmann (PSL)
  • 1% Andrea Matarazzo (PSD)
  • 1% Filipe Sabará (Novo)
  • 1% Jilmar Tatto (PT)
  • 1% Levy Fidélix (PRTB)
  • 1% Marina Helou (Rede)
  • 1% Orlando Silva (PCdoB)
  • 1% Vera Lúcia (PSTU)
  • 23% Voto branco/nulo/Nenhum
  • 10% Não sabem/não responderam

* Antonio Carlos Silva (PCO) teve menos de 1%. O Ibope também incluiu na pesquisa Vivian Mendes (UP) e Marcos da Costa (PTB), mas eles desistiram de concorrer à prefeitura. Nenhum dos dois obteve pontuação.

Ibope mede a rejeição

O Ibope também mediu a rejeição aos candidatos à prefeitura de São Paulo – ou seja, em quais opções o eleitor não votaria de jeito nenhum. Veja os resultados:

  • 30% Bruno Covas (PSDB)
  • 24% Celso Russomanno (Republicanos)
  • 21% Levy Fidélix (PRTB)
  • 17% Joice Hasselmann (PSL)
  • 13% Guilherme Boulos (PSOL)
  • 10% Arthur do Val/ Mamãe Falei (Patriota)
  • 10% Márcio França (PSB)
  • 9% Jilmar Tatto (PT)
  • 8% Orlando Silva (PCdoB)
  • 8% Vera Lúcia (PSTU)
  • 7% Andrea Matarazzo (PSD)
  • 7% Filipe Sabará (Novo)
  • 6% Antonio Carlos Silva (PCO)
  • 5% Marina Helou (Rede)
  • 6% poderiam votar em todos
  • 10% não sabem/não responderam

Metodologia da pesquisa

O Ibope entrevistou 1.001 eleitores de São Paulo com 16 anos ou mais entre os dias 14 e 20 de setembro, segundo consta do documento de registro do levantamento. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95% – o que significa que, se esse levantamento fosse realizado 100 vezes com essa mesma metodologia, em 95 os resultados estariam dentro da margem de erro. A pesquisa foi registrada no TRE-SP com o protocolo SP‐04089/2020. O levantamento foi contratado pela Associação Comercial de São Paulo.

21 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]