i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Eleições 2020

Gigante em 2020, PSL enfrenta brigas internas por divisão do Fundo Eleitoral

  • PorGustavo Ribeiro, especial para a Gazeta do Povo
  • 14/11/2020 21:31
PSL enfrenta briga por verba do Fundo Eleitoral na campanha de 2020
PSL tem a segunda maior bancada na Câmara dos Deputados e, consequentemente, o segunda maior fatia do Fundo Eleitoral| Foto: Reprodução/Facebook

O PSL (Partido Social Liberal), que elegeu o presidente Jair Bolsonaro e a segunda maior bancada da Câmara dos Deputados em 2018, encara neste ano a primeira eleição como um partido grande. O crescimento meteórico – tinha apenas um deputado federal eleito em 2014 – gerou focos de crise interna em algumas capitais do país, seja por problemas de relacionamento e hierarquia ou pela briga por recursos do cobiçado Fundo Eleitoral.

De nanica a gigante, a legenda teve um salto significativo na divisão do fundo para financiar campanhas, consequência da eleição de 52 deputados federais – só ficou atrás do PT, que fez a maior bancada, com 54. Dos R$ 9,02 milhões que recebeu em 2018 pra custear campanhas eleitorais, o partido alcançou R$ 199,4 milhões em 2020.

Desse montante, o diretório nacional do PSL destinou R$ 66 milhões diretamente para candidaturas a prefeito e vereador de todo o Brasil. Os diretórios estaduais e municipais receberam outros R$ 99,9 milhões. Os dados são do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e foram coletados pela reportagem da Gazeta do Povo na última quarta-feira (11).

Mas nem todos os candidatos viram alguma parte desse dinheiro cair na conta de campanha. Dos 22.193 concorrentes do partido, 1.434 tinham recebido recursos oriundos do Fundo Eleitoral – ou seja, apenas 6,5%. E, enquanto há candidato com mais de R$ 5 milhões na conta, 714 deles receberam entre R$ 500 e R$ 5 mil.

E é exatamente a divisão de recursos do Fundo Eleitoral que abriu algumas celeumas entre o partido e candidatos em algumas cidades, duas delas em especial: Belo Horizonte e São Paulo.

Candidato a vereador que é filho de deputado recebeu R$ 2 milhões

Na capital paulista, o repasse de R$ 2 milhões ao candidato a vereador Abou Anni Filho, filho do deputado federal Paulo Sérgio Abou Anni (PSL), gerou um racha no partido. A candidata à prefeitura Joice Hasselmann reagiu rapidamente e pressionou a Executiva Nacional do partido por uma explicação.

“O depósito feito pela Executiva Nacional do PSL na conta de um único candidato, em detrimento de outros 82, gerou uma reação imediata. E com razão. Eu, como candidata a prefeita, não poderia deixar de sair em defesa dos meus candidatos e candidatas”, disse Joice em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, em 13 de outubro. Ela ainda declarou que o episódio demonstrava “amadorismo” de parte dos líderes da legenda.

Na época, Joice havia recebido R$ 1 milhão do Fundo Eleitoral do partido – hoje ela soma R$ 5,9 milhões e é quem mais recebeu recursos do PSL. Após a pressão, o candidato Abou Anni Filho devolveu R$ 1,7 milhão ao partido, mas mesmo assim continuou como o maior beneficiário do Fundo Eleitoral da legenda na campanha a vereador em São Paulo, com R$ 300 mil.

Dos 83 candidatos a vereador na capital paulista pelo PSL, outros 20 receberam recursos do fundo, mas em valores mais baixos. Patricia Navarro angariou R$ 80 mil e os demais receberam entre R$ 10 mil e R$ 20 mil. Na soma, são R$ 320 mil deles contra R$ 300 mil de Abou Anni Filho.

Ex-esposa de ministro recebeu mais do que todos os demais candidatos

Em Minas Gerais, o clima também esquentou por causa do repasse do Fundo Eleitoral. Janaina Cardoso, candidata a vereadora em Belo Horizonte, recebeu R$ 690 mil do diretório nacional do partido. O valor gerou revolta por parte dos outros concorrentes da legenda na cidade, especialmente porque Janaina é ex-esposa do atual ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

Outros 30 candidatos a vereador pelo PSL na capital mineira foram agraciados com dinheiro do Fundo Eleitoral. Entretanto, mesmo somando tudo o que receberam não chega ao valor recebido por Janaina Cardoso. Ao todo, o partido destinou R$ 383 mil aos demais concorrentes em Belo Horizonte.

Logo após a divulgação pelo TSE da transferência para a campanha de Janaina Cardoso, outros candidatos se uniram e divulgaram uma nota conjunta, na qual criticaram o PSL e classificaram o episódio como “imoral”.

“O repúdio, além de ser ao ministro, ex-marido da candidata do próprio partido, também diz respeito à senhora Janaina Cardoso, em uma atitude, mais uma vez, que deteriora o PSL, e que joga na lama o nome de um partido, envolvido, mais uma vez, em escândalo de repasse de verbas públicas, o que deprecia não apenas as candidaturas, mas as histórias de outros candidatos, idôneos, patriotas e conservadores no mesmo cenário”, dizia a nota.

A discrepância de valores não ficou somente na capital de Minas Gerais. No interior, em Juiz de Fora, o repasse de R$ 2,55 milhões para a candidata a prefeita Delegada Sheila também chamou a atenção. Ela é mulher do deputado Charlles Evangelista, também do PSL, e atual presidente do partido em Minas, e que faz parte do grupo político do ministro do Turismo.

O recurso milionário faz dela a quarta candidata que mais recebeu do Fundo Eleitoral do PSL em todo o Brasil. Ela só fica atrás de Joice Hasselmann, Vanda Monteiro, candidata a prefeita de Palmas-TO, e Luiz Lima, que concorre à Prefeitura do Rio de Janeiro. No ranking, ela fica à frente de candidatos do partido em capitais, como Fernando Francischini em Curitiba, Carlos no Recife e Heitor Freire em Fortaleza.

Atrito em Campo Grande

A briga interna no PSL extrapolou questões financeiras e criou um cenário inusitado em Campo Grande (MS), com dois candidatos do partido concorrendo à prefeitura da cidade: Loester Trutis e Vinicius Siqueira. Com o apoio nacional da sigla, o deputado federal Trutis se lançou candidato na capital do Mato Grosso do Sul. Do outro lado, Vinicius Siqueira lançou chapa com o apoio da presidente estadual do PSL, a senadora Soraya Thronicke.

“O vereador Vinicius Siqueira faltou com a palavra comigo, procurou abrigo na Executiva Estadual com a senadora Soraya, sabendo do meu desentendimento com ela”, atacou Trutis em vídeo em rede social. Também pela internet, o vereador respondeu e chegou a chamar o deputado de “traíra”.

A senadora Soraya decidiu destituir a Executiva Municipal do PSL para fazer valer a convenção que escolheu Vinicius Siqueira. “Como presidente estadual do PSL, tenho a responsabilidade, a obrigação e o compromisso de manter o partido no caminho certo”, declarou após entrar com pedido de impugnação da chapa de Trutis.

As campanhas, porém, caminharam em paralelo até o dia 25 de outubro, quando a Justiça Eleitoral indeferiu a candidatura de Trutis. Na decisão, a juíza Joseliza Alessandra Turine argumenta que o deputado federal não foi o nome escolhido pela convenção da legenda.

5 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 5 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • A

    Aloísio Dias da Silva

    ± 0 minutos

    Psl está morrendo depois que deixou de apoiar o governo

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • P

      Paulo César de Castro Silveira

      ± 2 horas

      O PSL trazer Bolsonaro para a sigla foi o maior golpe do baú político da história do Brasil.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • C

        CSG

        ± 3 horas

        A turma da direita brigando por verbas...mas isso não é coisa de comunista ? Ou isso que é a nova politica ?

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        • J

          Joaquim

          ± 3 horas

          É uma corja terrível pra tomar o dinheiro do contribuinte.

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

          • B

            Breno

            ± 12 horas

            É uma tristeza ver isso acontecendo, a criação de um novo PT e PSDB, o PSL.

            Denunciar abuso

            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

            Qual é o problema nesse comentário?

            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

            Confira os Termos de Uso

            Fim dos comentários.