Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Especiais
  3. 90 Anos
  4. Missão
  5. O moderno se alinha ao tradicional

Editorial

O moderno se alinha ao tradicional

Na foto, Francisco Cunha Pereira Filho à época em que assume o jornal: desafio de ser o diário mais vendido do Paraná

Francisco Cunha Pereira Filho à época em que assume o jornal: desafio de ser o diário mais vendido do Paraná |
Francisco Cunha Pereira Filho à época em que assume o jornal: desafio de ser o diário mais vendido do Paraná
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

O moderno se alinha ao tradicional

Em 1962 o advogado Francisco Cunha Pereira Filho e o empresário Edmundo Lemanski adquirem a Gazeta do Povo daquele que por mais de quatro décadas foi seu diretor, De Plácido e Silva, em meio a alguns grandes desafios. O jornal tinha um parque gráfico ultrapassado, grandes dívidas trabalhistas e ocupava o terceiro lugar entre os jornais paranaenses. Em pouco menos de dez anos, o panorama seria revertido por completo: a aposta em mais classificados e anúncios de lançamentos imobiliários incrementariam a receita do jornal; a renovação dos equipamentos de impressão faria a publicação ampliar o número de páginas e alcançar uma qualidade gráfica muito melhor. Passada uma década as fotos coloridas chegam e a impressão offset vem para ficar. Com essas medidas, o jornal alcança o primeiro lugar em vendas e assinaturas no estado. Se a Gazeta caminha para um grande crescimento – nesse meio-tempo adquirindo um canal de televisão – no campo político nacional, a democracia sofre um revés que se agrava com o passar dos anos. Da chegada ao poder dos militares em 1964 até a abertura 20 anos depois, o jornal assiste à restrição das liberdades civis. Em nível internacional, a sangrenta Guerra do Vietnã, a Crise dos Mísseis em Cuba e as disputas nem sempre veladas da Guerra Fria criam grandes tensões mundiais entre os blocos capitalista e socialista.

* * * * *

Assista ao documentário Francisco Cunha Pereira Filho, o Guerreiro do Paraná

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE