J. Ricardo anunciou, nesta segunda-feira, que se afastará temporariamente do turfe para se tratar de um linfoma, espécie de câncer, diagnosticado em 2007. O famoso jóquei revelou, segundo o site do Jockey Club Brasileiro, que a doença estava sendo controlada por medicamentos, mas uma queda em São Paulo, em março, agravou os sintomas e, por isso, ele precisará se submeter a quimioterapia.

"Não vou morrer disso, mas preciso me cuidar. Tenho sentido muitas dores, não estou aguentando. Mas esta será mais uma batalha que vou vencer, tenho certeza. Espero que os turfistas torçam por mim, como sempre torceram", disse J. Ricardo, segundo maior vencedor de páreos na história do esporte. O brasileiro soma 10.569 vitórias e perde apenas para o canadense Russell Baze (10.591).

O médico José Perrota, do Jockey Club Brasileiro, explica que o tombo na capital paulista, no GP Latino-Americano, deve ter afetado o sistema imunológico de J. Ricardo.

"O que pode ter acontecido foi uma queda de imunidade após o acidente, e isso pode ter reativado a doença. Agora, com essa reativação, sem dúvida os especialistas viram a necessidade do tratamento medicamentoso, para ter uma remissão, visando que a doença fique 'estacionada'. E 'estacionando', haverá uma grande chance de ele retomar as atividades normalmente", avaliou.

O linfoma é um tipo de câncer do sistema linfático, formado por vasos muito finos e por gânglios, que atuam na defesa do organismo. A doença é a mesma da ministra Dilma Rousseff.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]