i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Série B

Arrancada ruim deve levar o Paraná a antecipar reforços

Diretoria e parceiro já admitem revisão no planejamento. As próximas quatro rodadas vão determinar o ritmo da procura por novos contratados

  • PorAndré Pugliesi
  • 30/06/2009 21:03

Tricolores

Ronaldomania

A Vila Capanema sentiu ontem à tarde os efeitos da passagem de Ronaldo pelo estádio, no último treino do Corinthians para o jogo com o Internacional, hoje à noite – o Timão jogou no domingo com o Atlético e aproveitou para se preparar em Curitiba. Centenas de curiosos cercaram o Durival Britto, ávidos por uma foto ou um aceno do jogador. A mesma disposição tiveram alguns funcionários do Tricolor. Porém, quase ninguém ficou satisfeito. O jogador atendeu só uma pessoa antes de entrar correndo no ônibus da delegação.

Mexidas

O técnico Zetti já começa a pensar nas alterações que terá de fazer para o jogo com a Portuguesa, na sexta-feira, em São Paulo. O lateral-direito Marcelo Toscano foi expulso diante do Brasiliense, e o zagueiro Freire recebeu o terceiro cartão amarelo. Murilo e Dirley, respectivamente, devem ser os substitutos.

Com a vinda de 14 novos jogadores para o início da Segunda Divisão, o Paraná definiu: mais reforços, apenas para a virada do turno, no final de agosto, momento de arrancar rumo à elite. Só não contava que, com apenas oito jogos, o potencial da equipe já passaria a ser questionado.

Não sem motivos. Planejado para buscar as primeiras posições, o Tricolor figurou até agora só na parte baixa da tabela – atualmente, é o 17º colocado, com somente oito pontos. Situação que pode provocar uma revisão emergencial. Tudo vai depender do que acontecer nos próximos jogos.

Embora um prazo não tenha sido delimitado, é possível afirmar que o desempenho do Tricolor diante de Portuguesa (5º lugar, fora), Atlético-GO (3º, fora), Ipatinga (11º, casa) e Guarani (1º, fora) será determinante. Se reagir e passar bem por essa pedreira, ótimo. Do contrário...

"Ninguém pode ficar tranquilo enquanto os resultados não vierem, tanto a comissão técnica, quanto os atletas. Planejamos trazer reforços do primeiro para o segundo turno, nas posições carentes. Se os resultados continuarem assim, teremos de rever esse cronograma", disse o vice-presidente de futebol Márcio Villela.

"No começo do campeonato, nós pensamos em duas etapas. A primeira, montar uma estrutura que o time não tinha. Depois, mais para a frente, reforçar. Mas sinto que já precisamos de alguma coisa", comenta Luiz Alberto de Oliveira, dono da L.A. Sports, empresa parceira do Tricolor.

O problema é viabilizar essa nova remessa de atletas. A situação financeira do clube já há algum tempo é bastante complicada. Não permite o acerto imediato com jogadores que cheguem, vistam a camisa de titular e recoloquem o Paraná na briga. É preciso tempo para encontrar soluções.

Enquanto isso, o Tricolor vai garimpando os possíveis reforços. Um dos campos de exploração está na Terceira Divisão. Dentro de um mês, alguns clube ficarão pelo caminho, com o encerramento da primeira fase. Em setembro, a competição se encerra.

Mas as novidades também podem vir da Primeira Divisão. "Nós estamos de olho em jogadores que estão insatisfeitos, na reserva de seus clubes. É melhor jogar e ser visto na Série B do que ficar esquecido na A", declara Oliveira.

No meio disso tudo, o técnico Zetti prefere dar confiança aos seus atletas. "A minha opinião é que esse grupo vai conseguir reagir e mostrar resultados nesse turno ainda. Temos de aguardar, não está fácil para o clube sair contratando."

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.