Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Athletico comemora a conquista inédita da Copa do Brasil
Athletico comemora a conquista inédita da Copa do Brasil| Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo

É campeão! O Athletico fez história na noite desta quarta-feira (18) em Porto Alegre. Diante de um Beira-Rio com 50.355 pessoas, recorde do estádio, o Furacão demonstrou força, venceu por 2 a 1 o Internacional, calou a torcida colorada e conquistou o título inédito da Copa do Brasil 2019.

O gol heroico de Léo Cittadini abriu o placar ainda aos 19 do primeiro tempo e levou os 2,5 mil atleticanos no estádio ao delírio.

Nico López empatou oito minutos depois. No segundo tempo, o Furacão segurou bem e ainda marcou o gol da vitória aos 52 minutos, com Rony, erguendo o caneco que havia escapado em 2013.

Baixe o pôster do Athletico campeão da Copa do Brasil

Veja a campanha do título do Athletico na Copa do Brasil

Após o apito final, um Beira-Rio emudecido assistiu ao êxtase rubro-negro, enquanto os atletas atleticanos comemoravam o título diante de uma massa vermelha e branca atônita. Nas arquibancadas, os rubro-negros viveram um sonho. Do outro lado, as lágrimas tomaram conta dos colorados.

Com a conquista, o Furacão chegou ao seu segundo título nacional, após o Brasileirão de 2001, garantindo ainda vaga diretamente na fase de grupos da Libertadores 2020. De quebra, o clube embolsa a premiação de R$ 52 milhões e garante vaga na Supercopa do ano que vem contra o campeão do Brasileirão.

O jogo

Como esperado, embalado pelo estádio lotado e precisando reverter o revés da ida, o Inter começou encurralando o Athletico. Com um minuto, Nico López recebeu passe de Paolo Guerrero e bateu para defesa à queima-roupa de Santos.

Apesar do entusiasmo, o Colorado teve dificuldades em criar jogadas coletivas e dependia de lances individuais dos pontas Wellington Silva e Nico López, além da qualidade de Guerrero.

Ao mesmo tempo, os espaços começaram a aparecer para o time de Tiago Nunes. Especialmente com o veloz Rony, pela esquerda. Aos 23, o atacante arrancou e passou para Marco Ruben, que cruzou rasteiro para conclusão certeira de Léo Cittadini no centro da área.

O chute do meio-campista venceu Marcelo Lomba e calou o Beira-Rio, enquanto os rubro-negros, em um dos anéis superiores, explodiam em comemoração. O título estava mais próximo dos rubro-negros, enquanto os colorados silenciavam incrédulos nas arquibancadas.

Oito minutos depois, entretanto, após um fuzilamento do ataque do Inter, o uruguaio Nico López fez, empatando aos 31. Na etapa final, aos 10, Cuesta cabeceou tirando tinta de Santos. Na base da vontade, o Colorado buscava incessantemente a virada, mas esbarrava na bem postada defensiva rubro-negra.

A impaciência passou a tomar conta do Inter e de sua torcida, enquanto os minutos corriam rumo ao título do Athletico. Aos 30, Cirino quase marcou o segundo, de cabeça. Já aos 52 minutos, o mesmo Cirino fez uma bela jogada e rolou para Rony definir a vitória e o título do Furacão!

Próximos jogos do Athletico

  • Vasco x Athletico - 22/9, 16h - Brasileirão
  • Athletico x Fortaleza - 25/9, 21h30 - Brasileirão
  • Athletico x Chapecoense - 29/9, 19h - Brasileirão
  • Bahia x Athletico - 5/10, 19h - Brasileirão

Veja como foi o lance da final Inter x Athletico

39 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]