Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Jogadores do Athletico celebram com goleiro Santos após vitória sobre o Grêmio nos pênaltis
Jogadores do Athletico celebram com goleiro Santos após vitória sobre o Grêmio nos pênaltis| Foto: Jonathan Campos/Gazeta do Povo

Se Renato Gaúcho garante que o Grêmio joga o futebol mais bonito do país, o Athletico de Tiago Nunes provou o que é ser um “time de guerra”. Nesta quarta-feira (4), o desfalcado Furacão engoliu o Grêmio na Arena da Baixada e avançou à final da Copa do Brasil após vencer por 2 a 0 (5 a 4 nos pênaltis).

Nikão e Marco Ruben marcaram, um em cada tempo. Nos pênaltis, o Athletico fez todas as cobranças e Santos pegou a última batida gremista, realizada pelo atacante Pepê. O Furacão venceu as últimas sete decisões por pênaltis que disputou.

“Agora é hora de comer um churrasco gaúcho em uma grelha paranaense”, diz Tiago Nunes

É a segunda vez que o Athletico chega à decisão da Copa do Brasil, caneco que o clube ainda não possui. O primeiro jogo será já na próxima quarta-feira (11) contra Internacional. O mando de campo será definido por sorteio, nesta quinta-feira (5), às 15h, na sede da CBF.

Precisando reverter uma vantagem de 2 a 0, o Furacão utilizou a principal arma do adversário: troca de passe envolvente aliada com velocidade, que lembrou o time do primeiro semestre. Assim nasceram os gols do Rubro-Negro. Já a tática gremista de tentar ‘cozinhar’ o jogo foi por água abaixo. O público foi de 28.841 torcedores no total.

No início do jogo, aos quatro minutos, o VAR entrou em ação após a bola bater no braço do atleticano Wellington. Mas o árbitro Wagner Magalhães consultou o vídeo e não marcou pênalti. A comemoração da torcida rubro-negra foi como um gol.

Aos 16 minutos, aconteceu o que os atleticanos sonhavam. Márcio Azevedo lançou Rony na velocidade, que tocou para Bruno Guimarães, livre dentro da área, explodir o chute no travessão. No rebote, Nikão abriu o placar. A partir daí, só o time que vestia rubro-negro jogou bola.

Santos é o herói da classificação do Athletico para a final. Veja as notas

O gol que igualou a semifinal veio no início do segundo tempo, aos 3 minutos. A jogada começou com o lateral Khellven – escalado por falta de opção – passou por Nikão e Bruno Guimarães até chegar em Rony. O velocista cruzou forte, na cabeça de Marco Ruben, que desviou no canto de Paulo Victor.

Mas o Caldeirão explodiu mesmo aos 14 minutos, com a expulsão do zagueiro gremista Kannemann, após entrada violenta em Léo Cittadini. Com um a mais, o Athletico fez o jogo de ataque contra defesa, mas não conseguiu o gol da classificação no tempo normal.

Athletico provoca filha de Renato Gaúcho após eliminação; veja os memes

Confira as imagens da partida nas fotos de Jonathan Campos

Confira a ficha técnica de Athletico x Grêmio

Próximos jogos do Athletico

  • Santos x Athletico - 8/9, 16h - Brasileirão
  • Athletico x Inter - 11/9 - Final da Copa do Brasil
  • Athletico x Avaí - 15/9, 16h - Brasileirão
  • Inter x Athletico - 18/9 - Final da Copa do Brasil
  • Vasco x Athletico - 22/9, 16h - Brasileirão
47 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]