Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Atacante Rony marcou o segundo gol do Athletico
Atacante Rony marcou o segundo gol do Athletico| Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo

Com uma atuação de gala, o Athletico venceu o Internacional por 2 a 1 e garantiu o título inédito da Copa do Brasil contra o Internacional. O Furacão não se intimidou diante do Beira-Rio lotado. Veja as notas do Furacão na final!

Baixe o pôster do Athletico campeão da Copa do Brasil

Veja a campanha do título do Athletico na Copa do Brasil

Santos: 8
Khellven: 5,5
(Madson): 6
Léo Pereira: 7
Robson Bambu: 8
Márcio Azevedo: 6,5
Wellington: 7
Léo Cittadini: 9
(Lucho): jogou pouco
Bruno Guimarães: 6,5
Nikão: 7,5
Rony: 8,5
Marco Ruben: 7,5
(Marcelo Cirino): 8,5
Tiago Nunes: 10

A maior nota vai para ele. Tiago Nunes. Em dois anos, o técnico conquistou a Sul-Americana e a Copa do Brasil. Na final, não teve medo e dominou taticamente Odair Hellmann, acertando em cheio nas apostas. Escalou Khellven, garoto estreante no time profissional de apenas 18 anos. Bancou Robson Bambu, até então, quinta opção para a defesa. Por fim, achou em Léo Cittadini o meia para conquistar o título.

Nota do Internacional: 4

O time de Odair Hellmann mostrou um repertório limitado. Sem criatividade e com a saída de bola lenta, a principal jogada do time gaúcho foi explorar a bola parada e o chuveirinho na área.

Veja como foi o lance da final Inter x Athletico