Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Invasão atleticana cala a torcida do Inter: “O Beira-Rio é nosso”
| Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo

O título da Copa do Brasil 2019 conduziu os torcedores do Athletico da ansiedade ao êxtase absoluto após o apito final no Beira-Rio, em Porto Alegre, na noite desta quarta-feira (18).

Os rubro-negros preencheram por completo os 2,5 mil lugares destinados aos visitantes na casa colorada. Aos 23 minutos de jogo, quando Marco Ruben tocou para Léo Cittadini abrir o placar, o Beira-Rio, com recorde de público (50.355), ficou mudo. Prenúncio do que aconteceria após o apito final.

O gol de Nico López chegou a empolgar os donos da casa. Nos instantes finais, entretanto, uma caneta de letra de Marcelo Cirino, seguida de uma assistência para o oportunista Rony fazer 2 a 1 e selar o título soltou o grito de campeão preso na garganta atleticana.

O nome mais gritado foi o do técnico Tiago Nunes, que consolida sua reputação como principal treinador da história do clube e aumenta o status da idolatria. Em 2018, o gaúcho de Santa Maria já havia conduzido o time ao título inédito da Sul-Americana.

A tensão pré-jogo

A experiência rubro-negra na capital gaúcha teve largada ainda no início da tarde de quarta, com uma confraternização com a torcida do Internacional no Largo Zumbi dos Palmares, no centro da cidade.

Rivais no duelo em campo, atleticanos e colorados fizeram churrasco e compartilharam latas de cerveja, em clima bastante amistoso. No entanto, à medida em que as horas avançavam rumo à finalíssima, o clima de rivalidade se intensificava.

Por volta das 18h, os atleticanos saíram em comboio do centro da cidade rumo ao palco da final. A chegada ao Beira-Rio foi nervosa.

Com certa truculência da polícia, os rubro-negros tiveram de jogar fora as latas de cerveja ainda cheias no estacionamento e foram praticamente obrigados a entrar no estádio com três horas de antecedência.

Policiais chegaram a derrubar as latas com cassetetes, enquanto os torcedores do Furacão, bastante contrariados, entravam na praça esportiva antes do planejado.

Mas tudo valeria à pena. "Aha, uhu, o Beira-Rio é nosso", cantavam os rubro-negros em festa nas arquibancadas que promete ser apenas o início de uma longa celebração noite adentro.

Próximos jogos do Athletico

  • Vasco x Athletico - 22/9, 16h - Brasileirão
  • Athletico x Fortaleza - 25/9, 21h30 - Brasileirão
  • Athletico x Chapecoense - 29/9, 19h - Brasileirão
  • Bahia x Athletico - 5/10, 19h - Brasileirão
2 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]