Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Paulo André, zagueiro do Athletico.
Paulo André, zagueiro do Athletico.| Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo

O zagueiro Paulo André encerrou a carreira de forma oficial. Com a decisão tomada, o profissional de 35 anos ocupará exclusivamente o cargo de diretor do Athletico.

Paulo André pretendia ter pendurado as chuteiras no final de 2018. Mas após o título da Sul-Americana, ele aceitou renovar por mais seis meses para jogar a primeira fase da Libertadores e a Recopa. Sua última partida foi a derrota para o Goiás, dia 6 de junho, pela 9.ª rodada do Brasileirão.

Enquanto jogava, Paulo André já trabalhava paralelamente como dirigente e participou ativamente da contratação do atacante Marco Ruben ao lado do diretor Rui Costa, que já deixou o clube.

Desde que retornou ao Furacão, em 2016, passou a morar no CT do Caju para se dedicar aos estudos. Ele é graduado em Educação Física, Administração e é pós-graduado em Gestão Esportiva.

| Gazeta do Povo

Leia Também:

Como atleta, Paulo André se notabilizou por ser um zagueiro técnico, com perfil de liderança. Ele foi revelado pelo Guarani, mas ganhou projeção ainda jovem pelo Athletico, em 2005. Também atuou por Le Mans-FRA, Corinthians, onde foi campeão mundial e da Libertadores em 2012, Shangai-CHI e Cruzeiro.

Paulo André em sua primeira passagem pelo clube, em 2005.
Paulo André em sua primeira passagem pelo clube, em 2005. | Gazeta do Povo

O ex-jogador ficou famoso pela personalidade, posicionamento político e pelo gosto pelas artes. Em 2012, escreveu o livro "O jogo da minha vida – histórias e reflexões de um atleta". Também se tornou pintor, arte que aprendeu para superar a depressão.

Em 2013, Paulo André liderou o movimento do Bom Senso, formado por jogadores que lutavam por melhorias do esporte, além de bater de frente com a CBF. O Bom Senso acabou sendo extinto em 2016.

O ex-zagueiro também se posicionou nas eleições presidenciais de 2018. Ao lado de várias personalidades, assinou um manifesto contra o então candidato e atual presidente Jair Bolsonaro (PSL).

O jogador se recusou a vestir uma camisa feita pelo Athletico, antes de uma partida do Brasileirão, que continha uma mensagem política. "Princípios eu não negocio", disse à época.

| Gazeta do Povo

No Furacão Paulo André conquistou a Sul-Americana e dois canecos do Paranaense.

Os desafios de Tiago Nunes, assista!

Acesse o conteúdo completo: Tiago Nunes completa um ano no Athletico; de interino ao “time de guerra” campeão

MERCADO NACIONAL: Confira as movimentações!

4 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]