A derrota para o Benfica Luanda, de Angola, por 2 a 0, teve um lado positivo para o Atlético. Na partida em Marbella, o técnico Claudinei Oliveira deu espaço para dois jogadores revelados pelas categorias de base do Furacão: o lateral-direito Michael e o meia Bruno Mota entraram durante o segundo tempo.

Bruno Mota é um nome mais conhecido do torcedor que acompanhou a Copa São Paulo de Futebol Júnior – aos 19 anos, o meia foi um dos destaques da equipe que caiu na segunda fase da competição. Michael, por sua vez, tem 18 anos e integrava o grupo sub-23.

"O Bruno [Mota] fez um bom jogo. Criou e quase fez um belo gol. Vemos qualidade [nos jogadores]. O Atlético é formador", afirmou o técnico Claudinei Oliveira.

Estreias e reestreias

A terceira estreia rubro-negra não veio das categorias de base: o também lateral-direito Daniel Borges, de 21 anos, foi titular no duelo contra o Benfica. Contratado para integrar o grupo principal rubro-negro, o atleta defendeu a Ponte Preta na última temporada.

Outras duas novidades, na verdade, estão retornando ao clube após passagens pelo futebol catarinense: o atacante Edigar Júnio foi um dos grandes nomes na campanha do Joinville, que venceu a Série B em 2014, enquanto o meia Felipe defendeu o Figueirense.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]