i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Brasileiro

Atlético domina o clássico e arranca empate no fim contra o Coritiba

  • PorDaniel Malucelli
  • 10/09/2017 13:05
Gedoz empatou o clássico para o Atlético aos 40 minutos. | Albari Rosa/Gazeta do Povo
Gedoz empatou o clássico para o Atlético aos 40 minutos.| Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo

O Atlético dominou o Coritiba na Arena da Baixada, na manhã deste domingo (10), mas ficou apenas no empate por 1 a 1 no clássico válido pela 23ª rodada do Brasileirão. O Furacão acertou quatro bolas na trave, perdeu pênalti, pressionou durante toda a partida e, por pouco, não conseguiu a virada.

TABELA: veja a classificação do Brasileirão

Apesar das poucas chances claras, o Atlético foi melhor no primeiro tempo, mas foi castigado pelo pênalti perdido por Nikão, aos 40 minutos do primeiro tempo. O meia carimbou a trave direita de Wilson depois do atacante Lucas Fernandes ser derrubado dentro da área pelo volante alviverde Alan Santos. Antes, o zagueiro Paulo André também havia acertado a trave na cabeçada depois do escanteio cobrado próprio Nikão.

“Procurei fazer o que faço nos treinos. Assumo a responsabilidade, erra quem bate. Mas a gente comandou o jogo”, lamentou o Nikão.

GALERIA: veja imagens do Atletiba na Arena da Baixada

O Coxa precisou de apenas quatro minutos para fazer valer a ‘lei do quem não faz, toma’. O meia Rafael Longuine cobrou falta na área. O zagueiro Werley subiu mais que todo mundo para escorar de cabeça no canto de Weverton para abrir o placar.

O defensor de 29 anos não jogava desde a 11ª rodada por conta de lesões musculares na coxa e na panturrilha. “Nunca tinha tido lesão muscular, me preparei para voltar nesse jogo e fui feliz marcando o gol”, comemorou Werley, que retornou aos gramados depois de 70 dias. Depois do jogo, Werley foi expulso por reclamação com a arbitragem.

LANCE A LANCE: Veja como foi Atlético x Coritiba

O Furacão intensificou a pressão no segundo tempo e a entrada de Felipe Gedoz, que não jogava desde a 17ª rodada, mudou a partida. O meia acertou a trave de Wilson em cobrança de falta. E aos 40 minutos, a contratação mais cara do clube na temporada chamou a responsabilidade. Ele próprio foi derrubado pelo atacante Iago Dias dentro da área e cobrou o pênalti com precisão no canto do goleiro para empatar o clássico.

No lance anterior à penalidade, Rildo dividiu com Pavez na área em lance duvidoso que o árbitro Anderson Daronco (FIFA/RS) não marcou, o que gerou muita reclamação coxa-branca.

Nos acréscimos, o Rubro-Negro voltou a acertar a trave, pela quarta vez na partida. O atacante Ribamar recebeu livre dentro da área e tocou de primeira no alto de Wilson. A bola bateu no poste e correu perto da linha do gol sem ninguém chegar para concluir.

Na próxima rodada, o Atlético recebe o Fluminense, domingo (17), às 16h, na Baixada. Já o Coritiba enfrenta o Palmeiras, na segunda-feira (18), às 20h, no Pacaembu.

Confira quem foram os destaques da partida:

Craque

Felipe Gedoz

O meia custou R$ 5 milhões aos cofres rubro-negros, mas teve problemas fora de campo desde o começo do ano. Criticado pelo excesso de peso, o meia entrou e colocou fogo na partida. Marcou o gol do empate.

Bonde

Nikão

O meia perdeu o pênalti que colocaria o Atlético na frente no placar no final do primeiro tempo. A sua atuação foi salva por Felipe Gedoz, que pegou a bola para bater o segundo pênalti atleticano.

Guerreiro

Werley

O zagueiro retornou de lesão, mas a falta de ritmo não atrapalhou. Além do gol, ele foi o líder da equipe em campo sempre gesticulando e arrumando o posicionamento da defesa.

Gols

1º tempo

0 x 1 (44 min) – Rafael Longuine cobra falta e Werley desvia para o fundo do gol.

2º tempo

1 x 1 (40 min) – Felipe Gedoz sofre pênalti de Iago Dias. Ele mesmo vai para cobrança e garante o empate rubro-negro.

Cartões

Amarelos: Guilherme (CAP); William Matheus, Kléber e Léo (CFC)

Próximos jogos:

Atlético: Fluminense (casa); Santos (fora); Atlético-MG (casa)

Coritiba: Palmeiras (fora); Botafogo(casa); Bahia (fora)

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.