Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
PUBLICIDADE

copa do brasil

Após novo revés, Diniz critica ‘auê’ em torno do Atlético: “nem supertime, nem tudo errado”

  • Vinicius Cordeiro, especial para a Gazeta do Povo
Técnico Fernando Diniz defendeu estilo de jogo do Furacão após sétima partida sem vitórias | Albari Rosa/Gazeta do Povo
Técnico Fernando Diniz defendeu estilo de jogo do Furacão após sétima partida sem vitórias Albari Rosa/Gazeta do Povo
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Após perder por 2 a 1 para o Cruzeiro, na Baixada, nesta quarta-feira (16), pela ida das oitavas de final da Copa do Brasil, o técnico do Atlético, Fernando Diniz, criticou o que considera a repercussão excessiva dada à sua equipe.

Até a derrota por 3 a 1 diante o Palmeiras, pela quarta rodada do Brasileirão, no dia 6 deste mês, o Furacão tinha uma invencibilidade de dez jogos e era apontado como um dos grandes trabalhos do país. Porém, desde a partida contra os paulistas, o Rubro-Negro amarga uma sequência de sete jogos sem triunfar.

“São quatro derrotas seguidas, mas até o jogo do Palmeiras, tava um ‘auê’ que não tinha muita razão. Parecia que era um supertime. Agora, diante das derrotas, provavelmente têm muitos questionamentos. Não é uma coisa e nem outra”, declarou o treinador, após o revés para a Raposa.

>> Confira os resultados da Copa do Brasil

>> Cruzeirenses “driblam” imposição de torcida única na Arena contra o Atlético

“Eu tenho um grande respaldo do meu trabalho e daquilo que eu penso. Sou convicto das coisas que eu faço. Talvez eu seja o treinador mais questionado do Brasil. O que mudou tanto de 12 ou 13 dias para cá? Poderíamos ter vencido todos os jogos. Não vou mudar só por causa do resultado”, prosseguiu o técnico.

Diniz ainda citou as dificuldades surgidas com as ausências dos atletas que vinham sendo titulares, como o zagueiro Paulo André, o lateral-direito Jonathan e os meias Nikão e Guilherme, todos fora por lesão. Segundo o técnico, a falta do entrosamento entre alguns jogadores é um fator prejudicial.

Elogiando parte da atuação da equipe diante o Cruzeiro, o comandante rubro-negro ainda enviou um recado para os torcedores atleticanos. “Eu sei que a torcida está entristecida, e com razão. Mas eu vou trabalhar dobrado para trazer a alegria das vitórias”, completou.

Buscando voltar a vencer, o Atlético encara agora o Fluminense, pela sexta rodada do Brasileirão. A partida acontece às 19h deste domingo (20), no Maracanã.

o que você achou?

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Esportes

PUBLICIDADE