Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE

brasileirão

Atlético ‘insiste em desrespeitar a CBF’, diz Justiça ao aplicar multa ao clube

  • Gazeta do Povo
 | Marcelo Andrade/Gazeta do Povo
Marcelo Andrade/Gazeta do Povo
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

O acórdão da decisão do Superior Tribunal de Justiça de Desportiva (STJD) que puniu o Atlético-PR pelo uso de camisas amarelas antes do duelo com o América-MG, dia 6 de outubro, véspera do primeiro turno das eleições, deixa explícito que o clube “insiste em desrespeitar decisões da CBF”.

O Furacão foi multado por unanimidade ao pagamento de R$ 70 mil por infringir o Código Brasileiro de Justiça Desportiva e o também o Regulamento Geral de Competições. O motivo foi a realização de ação pelo “voto consciente” sem aval da entidade máxima do futebol nacional.

“Fica claro que o clube insiste em desrespeitar as decisões de quem, por direito, regula e controla as competições, seja ela a Federação ou a CBF”, diz o documento datado de 7 de novembro e assinado pelo auditor do SJTD Eduardo Affonso de Mello.

MATEMÁTICA Brasileirão: contas para título, Libertadores e rebaixamento

TABELA: Confira a classificação atualizada e os jogos do Brasileirão

No relatório do processo, a explicação da defesa trata o episódio como um “mal entendido”. A comunicação, feita através da Federação Paranaense de Futebol (FPF), teria chegado após o fim do expediente do clube na véspera do jogo.

No dia seguinte, ao verem o correio, funcionários do clube teriam apenas lido a parte escrita pela FPF – e que falaria em autorização – deixando de ler a parte de negativa da CBF.

A alegação de indução ao erro, no entanto, foi desacreditada pelo STJD.

“O clube não pode achar que está autorizado a promover campanha requerida apenas por não ter recebido confirmação ou negativa da CBF através de comunicação da Federação Paranaense, ou por ter sido induzida a erro pelo conteúdo do e-mail enviado por esta. Não posso acreditar que um clube de tamanha importância cometeria um erro tão primário: o erro de não verificar por inteiro a resposta do ofício pelo setor responsável da CBF”, argumenta o auditor, que também citou outros dois casos em que o Atlético não cumpriu ordens superiores.

A transmissão ilegal do Atletiba da final do Paranaense 2018, em abril, e a ação publicitária do clube na qual o goleiro Santos entrou com aparelho celular em campo, no mês seguinte.

Grupo de WhatsApp do Brasileirão 2018

O Brasileirão 2018 no seu celular. Você pode receber mensagens instantâneas, via WhatsApp, para ficar bem informado sobre tudo o que vai acontecer no Campeonato Brasileiro. Para receber diariamente as principais notícias, resultados e classificação, basta seguir os passos abaixo. É muito simples. Junte-se a nós no Brasileirão 2018!!! Seja bem-vindo ao nosso grupo!

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE