Foto: Divulgação
Foto: Divulgação| Foto:

Após o empate por 1 a 1 com o Japão - gol de Anthony (São Paulo) -, o Brasil conquistou o nono título da Torneio de Toulon, na França, ao fazer 5 a 4 nas disputas de pênaltis.

Nas cobranças, brilhou a estrela do goleiro Ivan (Ponte Preta), que defendeu a última cobrança para levantar a taça.

A decisão da tradicional competição que reúne jogadores com idade abaixo de 23 anos ocorreu na manhã deste sábado (15) - horário de Brasília.

A seleção brasileira disputou o torneio com o time considerado olímpico (sub-22), com vários atletas de equipes que disputam o Brasileirão 2019, além daqueles que atuam em times europeus.

>> TABELA: Veja a classificação e os próximos jogos da Copa América

Diversas seleções participaram com equipes sub-21 e até sub-18. Por isso a equipe canarinho teve facilidade para chegar à decisão, vencendo o grupo B com goleadas: 4 a 0 na Guatemala e seleção francesa sub-18 e 5 a 0 no Qatar.

Na semifinal, passou pela seleção sub-21 da Irlanda por 2 a 0 e na final encontrou resistência do sub-22 japonês. Foram 16 marcados e apenas 1 sofrido. Matheus Cunha (ex-Coritiba, atualmente no Leipzig-ALE) foi o artilheiro com quatro gols, seguido por Paulinho (Ajax-Hol).

A última vez que o Brasil havia triunfado em Toulon foi em 2014. Nos quatro últimos anos, os brasileiros não foram sequer à decisão, mesmo assim o país é o segundo maior vencedor da história da competição, atrás apenas da anfitriã França, detentora de 12 troféus.

O torneio ficou marcado ainda pela convocação de Rodrygo, do Santos, e Renan Lodi, do Athletico, que não foram liberados por suas equipes. Como retaliação, a CBF não desconvocou os atletas, que não puderam atuar por seus clubes até o fim da competição.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]