Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado

A seleção brasileira feminina perdeu pela terceira vez consecutiva na fase final do Grand Prix de Vôlei. Cometendo muitos erros de contra-ataques e defesa, a desconcentrada equipe de Zé Roberto foi superada mais uma vez pela Itália por 3 sets a 1 (25/22, 19/25, 25/18 e 25/21), na manhã desta sábado, na China. Com mais uma derrota, até a medalha de bronze ficou difícil para o Brasil. Neste domingo, a seleção faz último jogo da fase final contra a China, a partir das 8h30, com transmissão ao vivo pela SporTV.

O Brasil já começou mal a partida. As brasileiras cometeram muitos erros de recepção, impedindo os pontos de ataque. No segundo set, o Brasil esteve melhor no ataque e no bloqueio. Mas, mesmo depois de algumas mudanças de Zé Roberto, colocando Carol Gattaz, Carol e Sassá, o Brasil voltou a jogar mal com muitos erros de defesa. No time adversário, a boa dupla formada pela levantadora Eleonora Lo Bianco e a atacante Taismary Aguero confirmaram ainda mais a superioridade italiana na partida.

Para alcançar o pódio, a equipe comandada por José Roberto Guimarães precisa vencer a China neste domingo e ainda torcer para Holanda e Polônia vencerem, respectivamente, Rússia e Itália.

Primeiro set

A partida começou equilibrada com os dois times trocando pontos. Mas, os erros de recepção atrapalharam o ataque do Brasil, e a Itália aproveitou para marcar quatro pontos consecutivos, abrindo vantagem no placar em 8 a 5. Depois do tempo técnico, a seleção brasileira voltou mais concentrada e conseguiu marcar dois pontos de ataque para equilibrar novamente a partida em 8 a 7. Mas o Brasil voltou a errar e a Itália recuperou a vantagem de 3 pontos em 11 a 8.

Com um bloqueio simples da Fabiana, o Brasil consegue ficar à frente no placar em 15 a 14. Mas, com o bom trabalho da levantadora Eleonora Lo Bianco, a Itália voltou a abrir em 19 a 16. O Brasil chegou a empatar (19 a 19) com um ponto de bloqueio da Sheila, mas voltou a cometer erros de recepção, deixando a Itália abrir em 23 a 20. Com um forte ataque de Taismary Aguero, a equipe italiana fecha o set em 25 a 22.

Segundo set

Assim como no primeiro, o segundo set começou equilibrado. A recepção mais uma vez ruim brasileira deu de graça uma bola de check para a jogadora italiana Martina Guiggi, conquistando assim a vantagem de dois pontos (5 a 3). Brasil se recupera e com uma bola trabalhada da levantadora Fabíola para a atacante Fabiana fica tudo igual em 5 a 5. Um ponto de ataque de Paula Pequeno coloca o Brasil com dois pontos de vantagem (10 a 8) pela primeira vez na partida. Mas a Itália aproveita os erros de defesa do time adversário e assume a liderança do placar em 11 a 10.

Em seguida, é a vez do Brasil conquistar pontos com erros adversários. Depois de um ataque para fora do time italiano e, em seguida, um ace de Thaísa, as brasileiras abrem em 15 a 11. Aproveitando melhor os contra-ataques, Brasil consegue administrar boa vantagem e fecha o set em 25 a 19.

Terceiro set

Mais um set com início equilibrado e a primeira vantagem no placar é conquistada pelo Brasil. Com um erro de ataque italiano, seleção abre em 4 a 2. A vantagem brasileira foi mantida até a boa recuperação italiana, que conseguiu virar em 11 a 10 com o ponto de bloqueio da Taismary Aguero. Com forte bloqueio e ataque da Aguero, a Itália abriu vantagem em 16 a 13.

Embalada, a seleção italiana conseguiu aumentar ainda mais a vantagem no placar e, com mais um ponto de ataque da Aguero, venceu o terceiro set em 25 a 18.

Quarto set

Brasil começa mal o quarto set com três erros consecutivos de ataque, deixando a Itália abrir em 4 a 1. Mais erros, dessa vez mão na rede da Paula Pequeno, e a equipe italiana faz 6 a 1. Zé Roberto mexe no time, colocando Carol Albuquerque e a Carol Gattaz, e o Brasil consegue diminuir a vantagem para 7 a 4. Recuperação dura pouco tempo: Itália volta a abrir vantagem em 10 a 4.

Quando a partida já parecia definida, Zé Roberto colocou a Regiane em quadra. A atacante ajudou a dimimuir a diferença, mas a equipe italiana conseguiu fechar o quarto set e a partida com o placar de 25 a 21.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]