Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Esportes
  3. Cavalo paranaense vence Grande Prêmio Paraná

Turfe

Cavalo paranaense vence Grande Prêmio Paraná

Para a sorte de quem apostou no azarão, Jaburú Vip conquistou a vitória, mesmo não sendo indicado como um dos favoritos

  • Luciane Horcel
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Depois de vencer uma disputa acirrada com a égua Nozze Di Figaro, o cavalo paranaense Jaburú Vip, montado pelo jóquei L. Chimenes, foi a surpresa da corrida do Grande Prêmio Paraná, que aconteceu na tarde de ontem no Jockey Club em Curitiba.

Apesar de os guichês de apostas acumularem inúmeros palpites para o bem cotado Jéca, o cavalo acabou a corrida na 9 ª posição. Our Potri e Haraquiri, que também estavam na lista dos favoritos, terminaram em 5º e 7º, respectivamente.

Nozze di Figaro, chamada “menina do páreo” por ser a única égua da corrida, manteve-se na liderança até os 300 metros finais da corrida, que este ano passou a ter 2000 metros, ao invés de 2.400. Nos últimos segundos da disputa, Jaburú ultrapassou a égua, conquistou o primeiro lugar, deixando para trás os outros 12 concorrentes com 2'09''. Landau assumiu a segunda posição e Nozze Di Figaro e Quanto Mais, ficaram com o terceiro e quarto lugar, respectivamente.

Mesmo não tendo sido considerado um dos favoritos para ganhar a prova, o jóquei L. Chimenes, não se considera o azarão do GP. “Quem acompanha o nosso trabalho, sabe do nosso esforço e da qualidade do cavalo. Não somos o 'azarão'. Nós estávamos confiantes que íamos vencer”, disse o campeão.

Diferente de muita gente na plateia, que ainda conferia os papelotes de apostas, o criador de Jaburu era só sorrisos. Vencedor do 5º GP como criador dos cavalos campeões, Jael Barros dava a receita para quisesse ouvir: “Seriedade, honestidade e muito trabalho. É isso que fazemos... agora perguntem quem vai ganhar o GP do ano que vem?? “, brincava com os amigos.

Quem foi contra os palpites dos favoritos e resolveu arriscar teve bom lucro, já que a vitória do cavalo paranaense pagou 14 por 1. Ou seja, quem fez a aposta mínima de R$ 2, levou R$ 28 para casa. Outras provas

Antes da corrida GP Paraná, o evento contou com outros seis páreos. No primeiro páreo (800 metros), o vencedor foi Great Fast com 45’’08. No segundo (1.200 m), Absolutista em 1’ 15’’06; no terceiro (1.600 m), Perrengue em 1’ 41’’01; quarto (1.200 m) foi o Zarco em 1’13’’08; no quinto (1.600 m) o Alegria de Pobre 1’38’’05 e na sexta corrida (1.600 m), Olho Clínico ganhou com 1’38’’01 batendo o recorde da corrida em 1.600 metros.

Sem acidentes ou quedas, as corridas aconteceram sem eventualidades. Uma das vitórias mais comemoradas pela plateia foi a do cavalo Alegria de Pobre. Por causa do nome sugestivo, muita gente acabou colocando as fichas no quadrúpede, que não decepcionou e fez a festa dos apostadores.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE