i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Carneiro Neto

Tempos estranhos

  • Porcarneironeto@gazetadopovo.com.br
  • 16/04/2013 21:02

Bombas assassinas foram detonadas no meio do público durante a tradicional maratona de Boston; um membro da torcida oficial atleticana agrediu covardemente o repórter Bruno Abdala, da Rádio CBN, antes do jogo de domingo; dois torcedores do Ceará morreram, quando se encaminhavam para assistir ao clássico local, atingidos por disparos dados por um delinquente da torcida organizada do Fortaleza; 12 corintianos continuam presos na Bolívia após a morte de jovem torcedor do time de Oruro, atingido por um sinalizador.

Definitivamente, estamos vivendo tempos estranhos, afinal o esporte foi inventado para festejar a vida, glorificar os vencedores e unir as pessoas em torno do mesmo ideal. Porém, em nossos dias não é bem isso o que estamos assistindo. Muito pelo contrário, o ódio tomou conta dos corações de milhões de pessoas que usam a violência para alcançar os seus objetivos sórdidos e inconfessáveis.

De nada adianta investir bilhões de reais na edificação de modernos estádios para a Copa do Mundo, como a recém-inaugurada Arena Castelão, na capital cearense, se milhares de pessoas não estão preparadas para usufruir do conforto e da segurança, já que andam armadas, alimentam a violência e procuram agredir para satisfazer instintos primários e aplacar as suas inúmeras frustrações pessoais.

No mesmo instante em que a nova arena cearense passou por teste da Fifa para a realização da Copa das Confederações, as torcidas organizadas dos dois maiores times do estado se engalfinhavam nas ruas que dão acesso ao local que deveria simbolizar a alegria de viver, de experimentar as emoções proporcionadas pelo futebol e exteriorizar os sentimentos mais puros ao lado de amigos e familiares.

No passado era assim e os estádios serviam como ponto de encontro para a preparação, o regozijo e a celebração da paixão por um time de futebol. Hoje em dia, tristemente, o futebol tornou-se assassino, desonesto, violento, dinheirista e carregado de poderosos rancores.

Os principais agentes dessa espantosa agressividade são os dirigentes dos clubes que, irresponsavelmente, se atacam verbalmente, se provocam e aumentam os teores da rivalidade histórica tentando passar a ilusão de poder e destemor aos torcedores mais exacerbados, que, por serem intelectual­mente limitados, não medem as consequências e partem para a agressão.

Vejam o triste espetáculo que assistimos nos últimos dias para a escolha da praça onde se realizará o clássico Atletiba de domingo.

Pouco me importa onde será realizado o jogo, pois tenho certeza e convicção de que a policia militar encontrará inúmeras dificuldades para conter a ira dos ignorantes devidamente turbinados pelas declarações inconvenientes dos cartolas e pelos brados de guerra dos líderes das torcidas, incentivando e celebrando o ódio.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.