|
| Foto:

Melhor brasileiro na Libertadores até agora – só tem campanha inferior ao Tijuana-MEX por ter um gol a menos de saldo –, o Atlético-MG se beneficia de ter mantido 10 dos 11 titulares de 2012. A única troca foi para melhor, com a contratação de Diego Tardelli. Ele passou a jogar pela direita no ataque, função que no ano passado foi feita por Danilinho ou Guilherme.

O esquema está bem azeitado, com Ronaldinho Gaúcho dando as cartas centralizado no meio de campo, servindo a velocidade de Bernard pela esquerda, a objetividade de Tardelli pela direita e o oportunismo de Jô na área. Ainda chegam frequentemente na frente o segundo volante Leandro Donizete e os laterais Marcos Rocha e Júnior César. Sincronizado, o time volta rápido para fechar os espaços quando é atacado.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]