Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Luís Fabiano agradece depois de marcar gol; titular da Seleção na Copa está insatisfeito com a reserva no Sevilla | Kim Kyung-Hoon / Reuters
Luís Fabiano agradece depois de marcar gol; titular da Seleção na Copa está insatisfeito com a reserva no Sevilla| Foto: Kim Kyung-Hoon / Reuters

Acabou a seca do camisa 9 da Seleção. Com uma bomba e uma ajudinha do braço direito, o atacante Luís Fabiano balançou a rede duas vezes neste domingo (20), diante da Costa do Marfim, e terminou com a estiagem de nove meses - seis partidas - sem gol com a camisa canarinha. Na comemoração do primeiro tento, mãos para o céu. Na celebração do segundo, Fabuloso usou novamente as mãos, mas desta vez para homenagear a filha por seu aniversário de seis anos.

"No ano passado, contra a Itália (na semifinal da Copa das Confederações), também marquei dois gols no dia do aniversário dela e hoje isso repetiu", afirmou o artilheiro do Brasil na Copa, ao lado de Elano, com dois gols.

No segundo gol da noite, depois de aplicar dois chapéus sobre os defensores marfinenses antes de fuzilar o goleiro Barry , o centroavante usou, involuntariamente, de acordo com ele, o braço para dominar a bola e fazer um dos gols mais bonitos da carreira.

Um rápido papo com árbitro após o lance, no entanto, entregou o atacante. Com um sutil sorriso no rosto, o juiz francês Stephane Lannoy bateu no peito, mostrando ao atacante que ele teria visto a Jabulani atingir o peito de Luís Fabiano antes de morrer na baliza os Elefantes.

"A bola acabou tocando na mão e meio que no ombro. Mas foi involuntário. Pra ficar mais bonito tem que ter um toque meio duvidoso", declarou.

"Mas valeu pelo gol, um dos mais bonitos da minha carreira e que saiu no momento mais importante, que é a Copa", fechou o "Fabuloso" sobre sua "pintura".

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]