Cacau tem agradado comissão técnica da Alemanha e pode ser a surpresa de Joachim Löw | Thomas Bohlen / Reuters
Cacau tem agradado comissão técnica da Alemanha e pode ser a surpresa de Joachim Löw| Foto: Thomas Bohlen / Reuters

A má forma do atacante Miroslav Klose, principal atacante da Alemanha nas duas últimas Copas, fez com que o técnico Joachim Löw admitisse publicamente que o time para a estreia não está fechado. Entrevistado pelo jornal "Bild", o treinador disse que de fato espera mais de Klose e não garantiu sua escalação na estreia na Copa, domingo, contra a Austrália.

"Klose tem muito o que melhorar. Ele treinou duro e sim, assumimos um risco ao escalá-lo diante da Bósnia (último amistoso, vitória por 3 a 1). Ele é um jogador de competição, mas ainda precisa de ritmo de jogo. Klose vai precisar lutar (por seu lugar)", disse Löw.

Autor de apenas três gols pelo Bayern de Munique na temporada, Klose foi titular nos dois amistosos pré-Copa da Alemanha, mas não impressionou. Cacau, brasileiro naturalizado alemão, fez justamente o inverso. Quem confirma é o próprio técnico Löw. "Cacau impressionou sempre que jogou", disse o treinador.

Se o brasileiro desponta como favorito para ficar com a vaga de Klose, outro atacante corre por fora: Mario Gómez.

"Gómez está em muito, muito boa forma. Está jogando melhor do que eu jamais o vi fazer pelo Bayern de Munique", elogiou o treinador.

Há ainda uma quarta opção: Stefan Kiessling, jogador do Bayer Leverkusen. Porém esta hipótese é a mais improvável. Löw tem até domingo para escolher seu comandante de ataque. É neste dia que a Alemanha faz sua estreia no Grupo D da Copa, contra a Austrália. Completam o grupo Gana e Sérvia.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]