Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Reforço de voos para atender turistas será entre os dias 6 de junho e 20 de julho | Hugo Harada/ Gazeta do Povo
Reforço de voos para atender turistas será entre os dias 6 de junho e 20 de julho| Foto: Hugo Harada/ Gazeta do Povo

Turismo

Para evitar abusos, hotéis do Rio exibirão tarifas do Réveillon e Carnaval

Em reunião no Rio de Janeiro com a Secretaria Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça (Senacon), a rede hoteleira da cidade se comprometeu a exibir nos sites de cada hotel as tarifas que serão cobradas durante a Copa do Mundo juntamente com os preços que foram praticados no último Réveillon e que serão aplicados no Carnaval. Desta forma, o consumidor poderá comparar os valores e, em caso de abusos, denunciar à Senacon.

A proposta será levada as outras 11 cidades-sede do torneio. "Não há um conceito estabelecido do que é porcentual de abusividade de preço. Mas entendemos que havendo a percepção que a alta temporada já seria o maior preço a ser cobrado na Copa, tudo o que passar dessa tarifa poderá ser considerado preço abusivo", afirmou a secretária Nacional do Consumidor, Juliana Pereira.

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) anunciou a aprovação de mais 1.973 voos no período da Copa do Mundo, entre 6 de junho e 20 de julho – ou seja, uma semana antes e uma semana depois do início e término dos jogos. O reforço será direcionado para 25 aeroportos do país, incluindo os 12 que ficam nas cidades-sede dos jogos, como o Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais. Os outros 13 estão localizados até 200 quilômetros de distância dessas cidades – entre eles está o Aeroporto Lauro Carneiro de Loyola, em Joinville (SC).

De acordo com o diretor-presidente da Anac, Marcelo Guaranys, para acatar os pedidos das empresas, a agência precisou adequar os horários para respeitar a capacidade dos aeroportos. A agência também aprovou 78.027 alterações em trechos já existentes, para adaptação de horários ou rota. A relação na íntegra de todos os novos voos não foi divulgada pela Anac.

Segundo a Associação Brasileira das Empresas Aéreas (Abear), a partir de agora as companhias vão analisar os voos aprovados, fazer eventuais ajustes em suas malhas e, após esse processo, adicionar os novos trechos em seus sistemas de vendas. As mudanças não necessariamente serão feitas de uma só vez e novos voos e horários podem ser ofertados a partir das próximas semanas.

O diretor-presidente da Anac afirmou ontem que há uma expectativa de que esse aumento represente redução de preço para os consumidores. "Adequados os dias e locais das partidas, com maior oferta, isso irá permitir que os preços finais possam cair para o consumidor final. Esperamos isso", disse. Segundo ele, apenas 4% dos assentos foram vendidos para esse período até agora.

Entre os trechos com mais novos voos autorizados está o do Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, até Ezeiza, em Buenos Aires, com 262 voos extras. O trecho de Brasília até Guarulhos, em São Paulo, terá 288 novos voos.

Em 24 de junho, será aberto um prazo para solicitação de novos horários de voos não regulares para a fase eliminatória da Copa, tendo em vista que a definição desses jogos dependerá da fase anterior.

Terminal

Além dos novos voos partindo ou chegando do Aeroporto Internacional Afonso Pena, turistas que passarem pelo local encontrarão mudanças no terminal de passageiros. A Infraero anunciou ontem que, até maio, vai concluir a ampliação do conector de embarque, que ganhará três novas pontes (aumentando o número para nove) e mais dois novos balcões de check-in (aumentando o número para 32). Com as melhorias, o terminal ampliará sua capacidade de 7,9 milhões para 8,5 milhões de passageiros por ano – o suficiente para atender à demanda prevista para a Copa, segundo a Infraero.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]