Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado

Os torcedores do Chelsea se acostumaram a ver o atacante André Schürrle sair do banco de reservas para decidir partidas complicadas, por isso ele é muito querido pela torcida do clube azul de Londres. Na Copa do Mundo, ele cumpre exatamente a mesma função. Joachim Löw deixa o jogador sempre de prontidão no banco para mudar os destinos de um jogo, se for necessário. E ele geralmente resolve o problema, tanto que já marcou três gols no Mundial. Apenas Thomas Müller, com cinco, fez mais do que ele no time da Alemanha.

Schürrle anotou dois gols na incrível goleada de 7 a 1 sobre o Brasil, mas o jogo em que ficou mais clara a sua importância para a seleção foi contra a Argélia. Em uma tarde gelada em Porto Alegre, a Alemanha teve dificuldades terríveis para superar os aguerridos argelinos. E foi Schürrle, de letra, quem fez o gol que abriu o caminho da vitória. Depois de ter saído do banco, evidentemente.

Não que o jogador do Chelsea adore ficar boa parte da partida sentado entre os reservas. Ele gostaria de ser titular, mas não reclama. Quando seu treinador diz que ele é importante para a equipe, Schürrle acredita.

"É claro que eu gostaria de ser titular, mas o técnico conversa muito comigo e me diz que sou importante para ele porque ele precisa de alguém que mude o jogo e dê tudo quando entra em campo", contou o atacante. "Esse é o meu papel na Copa do Mundo, então vou fazer de tudo para cumpri-lo bem. Estamos na decisão do Mundial, eu fiz três gols, então estou feliz".

Revelado pelo pequeno Maiz, Schürrle jogou também no Bayer Leverkusen antes de chegar ao Chelsea. No clube londrino, ele sofre com a concorrência de gente talentosa como Hazard, Oscar e William.

Neste domingo, como sempre, Schürrle estará no banco de reservas, à espera do chamado de Löw. Entrar no segundo tempo da partida contra a Argentina e marcar o gol do título mundial seria a realização de um sonho para o jogador, embora ele diga que só o fato de estar envolvido em uma final de Copa do Mundo seja algo extraordinário.

"É uma loucura. Com 23 anos, estar na expectativa de uma decisão de Mundial é fantástico", disse Schürrle, que participa no Brasil da primeira Copa do Mundo de sua carreira. "É algo com que você nem mesmo sonha. Quer dizer, é claro que dá para sonhar com isso, mas você não espera que isso aconteça. É irreal".

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]