Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Atacante Agüero sonha com a titularidade na final contra a Alemanha. | Marcos Brindicci / Reuters
Atacante Agüero sonha com a titularidade na final contra a Alemanha.| Foto: Marcos Brindicci / Reuters

"Se saio como titular, vou buscar forças de onde quer que seja e vou tentar fazer o melhor possível". Seguramente, Sergio Agüero começaria a final contra a Alemanha - não fosse uma lesão muscular que sofreu na primeira fase da Copa do Mundo. Ainda assim, o atacante da Argentina carrega a esperança de entrar em campo e ajudar sua seleção a conquistar um título que não vem desde 1986. "Contra a Holanda, dei o meu melhor, mas claro que você sente que falta algo".

Agüero repete, na Copa, os problemas que teve ao longo de 2014 no Manchester City, da Inglaterra. Uma série de lesões musculares o tirou da maioria dos jogos de seu clube neste ano. Convocado por Sabella, Agüero era um dos integrantes do "quarteto fantástico" da Argentina (ele, Messi, Di María e Higuaín). No terceiro jogo da Copa, um susto. Ele sofreu uma nova lesão muscular (de grau 1) na coxa esquerda.

Especulou-se que ele seria cortado, mas a comissão técnica decidiu que ele permaneceria no grupo. Contra a Holanda, ele entrou no segundo tempo, o que lhe deu esperança de jogar a final deste domingo (13). "O departamento médico fez todo o possível para que eu voltasse a jogar rapidamente", afirmou.

O cenário mais provável para a final é que Agüero, apesar da melhora, comece a partida no banco de reservas Sabella manteria Lavezzi, que virou titular. Mas o atacante do Manchester City permanece esperançoso de entrar no decorrer do jogo.

Agüero disse que a Argentina não pode mudar seu estilo de jogo contra os alemães. "As partidas de oitavas, quartas e semifinais são todas distintas. Nós nos encontramos agora com um grande rival, que é a Alemanha. Temos de fazer nosso jogo e corrigir alguns erros que cometemos. Estamos na final e temos de ganhar e fazer o melhor possível em campo".

Para o atacante, Alemanha e Brasil eram apontados como grandes favoritos para ganhar a Copa. Mas a Argentina, segundo ele, não chegou à final por acaso. "Sabella estuda todos os adversários e, depois, decide o que vamos fazer em campo. Fizemos um grande Mundial".

Sabella não confirmou o time que vai encarar a Alemanha. A tendência é que ele mantenha a equipe que garantiu a classificação, nos pênaltis, contra a Holanda, com Lavezzi no ataque e Enzo Perez no meio. Na manhã de sexta-feira, Di María treinou com bola no CT do Atlético Mineiro pela primeira vez desde que sofreu lesão muscular na coxa direita.

A ideia do treinador é que Di María tenha condição para ficar no banco de reservas, ao lado de Agüero. A Argentina viajaria na manhã deste sábado rumo ao Rio de Janeiro. Há um treino programado para as 18h15 no estádio do Vasco, em São Januário, o último antes da final no Maracanã.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]