i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
mercado

Coritiba tentou contratar Riquelme para ser o substituto de Alex

Meia argentino chegou a acertar salário, mas luvas e premiações pedidas pelo estavam muito acima da realidade financeira do Coxa

  • Porfernando rudnick
  • 16/01/2015 07:48
Foi a segunda tentativa de contratação de Riquelme. Em 2012, a vinda dele para o Coxa seria custeada com um parceiro | Antonio More / Gazeta do Povo
Foi a segunda tentativa de contratação de Riquelme. Em 2012, a vinda dele para o Coxa seria custeada com um parceiro| Foto: Antonio More / Gazeta do Povo

O argentino Juan Román Riquelme era o sonho da nova diretoria do Coritiba para substituir o meia Alex, que se aposentou dos gramados em dezembro do ano passado. O clube chegou a mandar um representante a Buenos Aires para negociar com o armador de 36 anos, mas o acordo não foi fechado por divergência de valores. A informação foi confirmada à Gazeta do Povo por uma fonte ligada ao clube, que falou sob condição de anonimato.

A intenção era trazer Riquelme para servir como uma espécie de garoto-propaganda do Coxa. A visibilidade que traria a contratação da lenda do Boca Juniors, atualmente no Argentinos Juniors, foi colocada na balança ao lado do salário alto e dos recorrentes problemas físicos do jogador. Mesmo assim, a diretoria decidiu que valia a pena tentar.

Há duas semanas, o vice-presidente de futebol Ernesto Pedroso viajou à Argentina para tratar diretamente com o agente Daniel Bolonitcoff. A pedida salarial ficou dentro da realidade do Coritiba, só que mesmo assim o negócio emperrou em outros detalhes do contrato. As luvas e premiação propostas estavam longe do que o Alviverde poderia oferecer.

Enquanto o presidente coxa Rogério Portugal Bacellar, em contato com a reportagem, preferiu desconversar sobre o assunto, Pedroso negou que tenha negociado com o camisa 10 argentino. "Fui mesmo para a Argentina, mas foi para ver outros assuntos", disse o dirigente.

Nos últimos anos, Riquelme já foi especulado em vários clubes brasileiros, incluindo Palmeiras, Fluminense, Santos e Sport. O próprio Coritiba esteve na agenda do meia. Em 2012, o empresário coxa-branca Renato Follador Júnior chegou a apresentar ao então presidente Vilson Ribeiro de Andrade um modelo de negócios para contratar o meia. O salário de US$ 300 mil seria rachado meio a meio com a empresa argentina de laticínios Sancor, que preparava entrada no mercado brasileiro. A diretoria, porém, recusou o negócio.

Após deixar o Argentinos Juniors, onde jogou a segunda divisão entre julho e dezembro de 2014, Riquelme está livre para negociar com outra equipe. Ele inclusive já recebeu proposta do Orlando City, time do brasileiro Kaká na liga americana, mas também recusou.

Três vezes campeão da Libertadores pelo Boca e com passagens pelos espanhóis Barcelona e Villareal, Juan Román Riquelme fez 53 partidas nas últimas três temporadas somadas. Marcou 14 gols e deu nove assistências.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.