Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE

série b

Vaiado, Coritiba empata com vice-lanterna e deixa Baptista em situação delicada

  • Moreno Valério
Técnico Eduardo Baptista está na berlinda no Coritiba | Marcelo Andrade/Gazeta do Povo
Técnico Eduardo Baptista está na berlinda no Coritiba Marcelo Andrade/Gazeta do Povo
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Vaiado a maior parte da partida e com uma atuação abaixo da crítica, o Coritiba ficou no empate sem gols no confronto desta sexta-feira (10) contra o Sampaio Corrêa, no Couto Pereira, pela 20.ª rodada da Série B.

O resultado eleva ainda mais a pressão sobre o técnico Eduardo Baptista. Além das vaias, os torcedores pediram a saída do treinador e cantaram “time sem vergonha”.

As críticas também foram direcionadas ao presidente Samir Namur, alvo de protestos com xingamentos vindos das arquibancadas. “Não destruam 109 anos de história”, foi uma das faixas levantadas pela torcida no final da partida. No setor da Império Alviverde, outra faixa com as palavras “honrem esta camisa” foi ostentada.

>> CONFIRA A CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DA SÉRIE B

O empate com o vice-lanterna da Série B derruba o time para a 10.ª posição, com 29 pontos. O Coxa vem de três jogos sem conseguir vencer (derrota por 2 a 1 para Fortaleza e empate em 0 a 0 com a Ponte Preta) e pode ver aumentar a distância para o grupo de acesso.

Antes da rodada eram apenas dois pontos para o quarto colocado e agora, com o complemento da rodada, o Alviverde pode ficar até quatro pontos de distância do quarto colocado. Já são três empates seguidos no Couto Pereira. O Sampaio, por sua vez, chega a dez partidas seguidas sem vencer.

Precisando do resultado para aliviar a pressão, Baptista mexeu no esquema e entrou com dois centroavantes. Porém, a pouca criação impediu Jonatas Belusso e Bruno Moraes de finalizarem no primeiro tempo. A melhor oportunidade foi com Vitor Carvalho, aos 38 minutos da primeira etapa, que, embaixo das traves, furou o chute sem goleiro para defender.

No segundo tempo, o comandante voltou ao esquema tradicional com os meias na armação e somente um atacante. Entraram no intervalo Yan Sasse e Alisson Farias. O Coritiba criou mais, mas continuou ineficiente no setor ofensivo.

O melancólico duelo ainda assinalou a estreia do novo uniforme do Coxa, produzido pelo próprio clube, pela marca 1909.

o que você achou?

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Esportes

PUBLICIDADE