Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Em jogo movimentado, com erros de ambos os lados, o Cruzeiro venceu mais uma, desta vez fora de casa. A Raposa derrotou o Náutico por 4 a 1, de virada, nos Aflitos, chegando aos 19 pontos na tabela e entrano no G-4, na quarta posição do Brasileirão 2007. Pior para o Timbu, que continua na lanterna da competição, com apenas sete pontos.

As duas equipes voltam a entrar em campo neste domingo, às 16h (de Brasília). Enquanto o Cruzeiro recebe o São Paulo, no Mineirão, o Náutico visita o Corinthians, no Pacaembu.

É lá e cá!

O quarteto ofensivo do Cruzeiro nem teve tempo de aparecer em campo, quando o Náutico abriu o placar. Em cobrança de falta, logo no primeiro minuto de jogo, o estreante Tales bateu no cantinho esquerdo de Fábio, que chegou atrasado no lance.

A Raposa respondeu e quase empatou aos oito, com Ramires chutando rente à trave esquerda de Rodolpho. Mas, aos 12, não teve jeito: Roni avançou pela direita e, do bico da área, bateu colocado, no canto do goleiro alvirrubro, empatando o jogo nos Aflitos.

O Timbu não se entregou, e, aos 22, Sidny obrigou Fábio e defender no susto. Aos 26, Guilherme tentou o dele, chutando da entrada da área, raspando na trave. Logo depois, Araújo chutou, e Rodolpho fez uma defesa salvadora. E nos últimos minutos da etapa, Fernandinho mandou por cima do travessão, assustando o arqueiro do Timbu.

Jogo dos erros

No início da etapa complementar, as duas equipes cometeram erros bobos. Aos três minutos, em um cruzamento de Acosta na área, o goleiro Fábio saiu mal e quase deixa a bola escapar. E logo, depois, o goleiro Rodolpho saiu mal, mas Araújo chutou por cima do travessão, quase virando o jogo.

Aos dez minutos, em um contra-ataque, Araújo chutou livre, de frente para o gol, mas chutou sem direção. Três minutos depois, em mais um erro na defesa alvirrubra, Fernandinho entrou na área, tocou para Wagner bater forte, sem chance para Rodolpho, assumindo a frente no placar.

Fechando a tampa

Aos 24 minutos, 11 depois de virar o jogo, o meia Wagner exagerou em uma falta em Elicarlos e levou o segundo amarelo, deixando o Cruzeiro com dez em campo. Para recompor o time, Dorival tirou Guilherme e botou Daniel em campo.

Mesmo com um a mais, a defesa do Timbu bobeou de novo. Aos 28, Ramires invadiu a área, e tocou no meio para Araújo entrar de carrinho e marcar o terceiro, em posição duvidosa. No finzinho, aos 41, Leandro Domingues ainda fechou o caixão, marcando o quarto. A torcida do Náutico não gostou da atuação da equipe e gritou "sai, Kuki", cobrando uma boa atuação do ídolo do clube.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]