Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Nikão lamenta gol marcado pelo San Lorenzo na Arena. | Hugo Harada/Gazeta do Povo
Nikão lamenta gol marcado pelo San Lorenzo na Arena.| Foto: Hugo Harada/Gazeta do Povo

O Atlético perdeu por 3 a 0 para o San Lorenzo, na noite desta quarta-feira (3), na Arena da Baixada, e desperdiçou a chance de ouro de se classificar antecipadamente para as oitavas de final da Libertadores diante de seu torcedor.

TABELA: confira a classificação dos grupos e os resultados da Libertadores 2017

Com o revés, o Furacão terá de buscar a vaga na próxima fase longe de casa, em duelo decisivo contra a Universidad Católica, dia 17 de maio, em Santiago, no Chile. Uma vitória contra os chilenos classifica o time comandado por Paulo Autuori, independentemente do resultado entre Flamengo e San Lorenzo, que se enfrentam no mesmo dia, na Argentina. Em caso de empate, o Furacão depende de vitória flamenguista.

Foi a segunda derrota consecutiva do Atlético em seus domínios. No último domingo (30), a equipe já havia sido superada por 3 a 0 pelo rival Coritiba, na partida de ida da final do Campeonato Paranaense. Antes da derrota para o Coxa, o Furacão estava há oito meses sem perder na Baixada.

GALERIA: veja imagens da partida na Arena da Baixada

LANCE A LANCE: Veja como foi Atlético x San Lorenzo

Em protesto, torcida do Atlético grita nome de Walter e outros recém-saídos da Baixada

Leia a matéria completa

A vitória do San Lorenzo começou a ser construída ainda no primeiro tempo. Aos 13 minutos, quando o jogo estava truncado, os visitantes encaixaram jogada ensaiada de escanteio e Paulo Díaz abriu o placar. A torcida atleticana, que já antes do apito inicial entoou gritos de “raça”, reforçou o pedido nas arquibancadas. Após o apito do intervalo, reagiu com vaias.

Na etapa complementar, o Furacão voltou elétrico em busca do empate, com as entradas de Pablo e Felipe Gedoz, nas vagas de Matheus Rossetto e Douglas Coutinho. Aos 5, Sidcley chegou a tirar o grito de gol dos rubro-negros, mas a bola bateu na rede pelo lado de fora. Aos 8, Nikão bateu de longe e assustou.

Aos 21, entretanto, o balde de água fria. Após cruzamento da direita, Blandi subiu mais do que a zaga para fechar o placar. Autuori ainda lançou Grafite na vaga de Eduardo da Silva para tentar reagir mas, apesar da tentativa de pressão, foi insuficiente.

Autuori vê Atlético nocauteado e critica falhas: “Perdemos eficiência defensiva”

Leia a matéria completa

A derrota ficou ainda pior nos acréscimos, quando Botta fez o terceiro do San Lorenzo. A torcida, que já gritava “vergonha, vergonha”, de forma irônica aplaudiu o gol adversário.

Agora, o Atlético volta novamente as atenções para o Estadual. No próximo domingo (7), o time enfrenta o Coritiba, no Couto Pereira, para tentar reverter a grande vantagem obtida pelo rival e conquistar o bicampeonato.

Confira quem foram os destaques da partida:

Craque

Merlini

O meia foi a referência do time argentino no jogo. Distribuiu as jogadas, deu trabalho para os defensores do Atlético e foi fundamental para o San Lorenzo sair com a vitória.

Bonde

Douglas Coutinho

O atacante não pegou na bola. O Furacão teve dificuldades na criação das jogadas e a bola não chegou para o atacante, que foi substituído no intervalo da partida dando lugar a Felipe Gedoz.

Guerreiro

Nikão

O meia do Furacão foi jogador que mais tentou pelo Furacão. Apareceu, enfrentou a marcação, criou, principalmente no segundo tempo, mas não foi suficiente para ajudar o Atlético a sair com a vitória.

Gols

1º tempo

0 x 1 (13 min) – Após jogada ensaiada, o San Lorenzo abriu o placar com Paulo Díaz de cabeça

2º tempo

0 x 2 (22 min)Blandi aproveitou cruzamento de Besluchi e, também de cabeça, ampliou o marcador para o San Lorenzo.

0 x 3 (46 min) - Botta recebe na área, livra-se da marcação com facilidade e marca o terceiro do San Lorenzo.

Chave do jogo

Entrega do San Lorenzo

O time argentino veio para Curitiba com a necessidade de se manter vivo no Grupo 4. A equipe se entregou desde os primeiros minutos e abriu o placar logo no começo, dificultando o jogo para o Furacão. O San Lorenzo teve poucas chances, mas aproveitou as falhas da zaga atleticana e garantiu a vitória na Arena da Baixada.

Cartões

Amarelos: Thiago Heleno (Atlético); Paulo Díaz e Hernán Rojas (San Lorenzo)

Próximos jogo:

Atlético: Coritiba, no domingo (7), às 16h: jogo de volta da final do Paranaense

  • Time do Atlético alinhado para o início da partida na Arena.
  • Bandeirão da torcida atleticana na Baixada.
  • Puxão do jogador do San Lorenzo na camisa atleticana em disputa na área.
  • Gol do San Lorenzo saiu logo aos 13 min em cabeçada de Paulo Díaz.
  • Cobrança de falta rasteira de Thiago Heleno.
  • Thiago Heleno recebeu cartão amarelo e será desfalque no próximo jogo contra a Universidad Católica.
  • Goleiro Navarro evita cabeçada de Douglas Coutinho.
  • Douglas Coutinho foi titular, mas voltou a ter atuação discreta e acabou substituído no intervalo.
  • Blandi, de cabeça, aumentou para o San Lorenzo no segundo tempo.
  • Técnicos Paulo Autuori e Diego Aguirre se cumprimentam.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]