Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Dellatorre foi autor de dois gols contra o Figueirense | André Rodrigues / Gazeta do Povo
Dellatorre foi autor de dois gols contra o Figueirense| Foto: André Rodrigues / Gazeta do Povo
  • No dia das crianças, torcedores-mirins compareceram em peso
  • Crianças aproveitaram o dia delas para torcer para o time
  • Pais e filhos torceram juntos pelo Atlético na Arena
  • Marcelo entrou novamente como capitão do Furacão
  • Mercelo recupera a bola no meio de campo
  • Paulinho Dias troca passes com Marcelo
  • Bady é segurado pelo jogador do Figueirense
  • O camisa 7 Marcelo não marcou, mas deu a assistência para o gol de Bady
  • Bady marca o primeiro gol da partida, já no segundo tempo
  • Bady comemora o gol com jogadores
  • Bady foi um dos nomes do jogo e criou boas jogadas
  • Jogadores comemoram com a torcida
  • Dellatorre comemora o segundo gol da partida

O Atlético-PR quebrou o tabu e finalmente conseguiu a sua primeira vitória sobre o Figueirense jogando em Curitiba, por 3 a 0, na noite deste domingo. Com três gols na segunda etapa, dois do atacante Dellatorre, aos 5 e aos 45, e um do meia Bady, aos 24, o Furacão fez o dever de casa, venceu um adversário direto na briga contra o rebaixamento, subiu para a 14ª colocação, com 34 pontos, e abriu quatro pontos de vantagem para o Bahia, que abre a ZR.

Após um primeiro tempo de muita disputa, o Furacão voltou a ser eficiente no ataque na segunda etapa, marcou gol após duas partidas e agora ganha folga na disputa da parte de baixo da tabela. Na próxima rodada, o Atlético recebe o Flamengo, no próximo domingo, as 16 horas, na Arena da Baixada, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro.

1º tempo

A partida começou em alta velocidade. Explorando a velocidade do atacante Marcelo, pela direita, o Atlético encurralou o adversário em seu campo e fez pressão durante os minutos iniciais em busca do gol de abertura do placar. Os meias Bady, de falta, e Paulinho Dias, chutando de fora da área, perderam as melhores chances de marcar nos 10 primeiros minutos de partida.

O ritmo intenso não durou e o jogo, a partir daí, passou a ser equilibrado, com a bola mais em disputa no meio de campo, e poucas chances de gol. Na melhor delas, Natanael tabelou com Marcelo na esquerda e cruzou. A bola sobrou para Bady na direita, o meia chegou batendo e Tiago Volpi espalmou para o meio. A bola bateu no atacante Marcos Guilherme e acertou a trave, ficando no rebote para a defesa catarinense, aos 22 minutos do primeiro tempo.

2º tempo

Após a fraca primeira etapa, Claudinei Oliveira trocou o ataque no intervalo, sacando Marcos Guilherme e colocando Dellatorre. Assim como no início da primeira etapa, o Furacão voltou com tudo. Na busca do gol de abertura do placar, o Atlético adiantou a marcação e criou dificuldade na saída de bola do adversário.

Em bola retomada por Paulinho Dias, o volante colocou para Suéliton na direita, que tabelou com Bady e foi ao fundo. O lateral cruzou rasteiro, para a chegada de Dellatorre, que encheu o pé para abrir o marcador, aos 5 minutos do segundo tempo.

Após o gol, o Furacão se encolheu. Esperando o adversário, o Atlético deixou de jogar com a bola e passou a se defender, à espera de um contra ataque. Após desperdiçar duas boas chances, com o meia França e com o atacante Everaldo, o Figueirense sofreu o castigo.

Em rápido contra ataque, Marcelo ganhou de Mazola, que foi improvisado na lateral, arrancou em direção a grande área e serviu Bady, que chutou de primeira e ampliou o marcador, aos 24 minutos do segundo tempo.

Após o segundo gol atleticano, o jogo ganhou em rispidez, mas perdeu em futebol. Esbarrando nos erros constantes de passe, o Figueirense passou a dar o contra ataque para o Atlético. E em contra ataque, Natanael arrancou pela esquerda, tocou para Cléo que encontrou Dellatorre na entrada da área, o atacante driblou o zagueiro Raul e mandou por cima do goleiro, no ângulo, para fechar o placar na Arena da Baixada, aos 45 minutos da segunda etapa.

Atlético X Figueirense

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]