Bruno Mineiro comemora seu gol de pênalti sobre o Paranavaí | Hugo Harada / Gazeta do Povo
Bruno Mineiro comemora seu gol de pênalti sobre o Paranavaí| Foto: Hugo Harada / Gazeta do Povo

Bastou uma partida para que o atacante Bruno Mineiro voltasse a ser artilheiro do Atlético. Com os três gols marcados neste domingo (29), sobre o Paranavaí, na Vila Capanema, o jogador igualou os 11 gols do equatoriano Guerrón, que até então era o líder isolado do time no quesito. Para quem não jogava desde a sexta rodada do returno (28/3) por causa de uma lesão na boca, um retorno em grande estilo.

"Às vezes o futebol proporciona momento difíceis. Infelizmente aconteceram as lesões. Essa última fiquei 30 dias parado, voltando aos pouquinhos. Agora estou disponível para o professor nessa reta final", disse o centroavante, camisa 9 do time misto escalado pelo técnico Juan Ramón Carrasco.

Se depender do estilo do treinador uruguaio, que sempre leva muito em consideração o momento dos jogadores, há boas chances de Bruno reaparecer entre os titulares já na partida desta quarta-feira (2), contra o Cruzeiro, pela Copa do Brasil.

"Cada um sabe da importância que tem dentro do grupo e o professor também sabe disso. É difícil ficar fora mas quando perde, perde todo mundo, mesmo quem não está jogando. Quando entrar, tem que entrar jogando bem. Treinando e demonstrando a cada dia que você pode estar na equipe. O treinador sempre passa confiança", completou o avante.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]