i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
sul-americana

Com Walter há 42 dias sem marcar, Atlético desafia paraguaios na Baixada

  • PorAndré Pugliesi
  • 20/10/2015 20:46
Walter não marca há mais de um mês, desde 9 de setembro. | Levi Bianco/Folhapress
Walter não marca há mais de um mês, desde 9 de setembro.| Foto: Levi Bianco/Folhapress

A crise do Atlético coincide com o jejum de gols de seu principal jogador. Há 42 dias, o atacante Walter não marca com a camisa do Furacão – seis partidas pelo Brasileiro. Momento ruim que Walter pretende encerrar nesta quarta-feira (21), contra o paraguaio Sportivo Luqueño, às 20 horas, na Arena da Baixada. O duelo é válido pelas quartas de final da Sul-Americana.

FICHA TÉCNICA: veja a escalação do Atlético para o jogo

O último dos sete gols do avante ocorreu no empate por 1 a 1 com o Figueirense, dia 9 de setembro, em Florianópolis. Antes, marcou na última vitória do Rubro-Negro na Série A: 1 a 0 sobre o Atlético-MG, também fora de casa.

Sem gastos, Conmebol vai abocanhar 10% da renda bruta do jogo na Arena

Leia a matéria completa

Rendimento fraco que atinge todo o setor ofensivo da equipe, dona do segundo pior ataque do returno do Nacional. Em 12 jogos, dez gols – só o rival Coritiba é pior, com nove (leia mais na página 3).

Sem força ofensiva, desde o confronto com o Galo o Furacão não vence. São nove partidas, com três empates e seis derrotas. Retrospecto que fez o time passar de candidato ao G4 a ameaçado pela degola, em 13.º lugar.

Para o compromisso internacional, o Atlético deve ir a campo com Walter como a única referência na frente. Peça mais avançada que deve ser municiada pelos meias Daniel Hernandez e Marcos Guilherme.

O técnico Cristóvão Borges – que estreia na Sul-Americana – não divulgou a escalação. Mas deve manter o sistema que é altamente recomendado pelo Departamento de Informação do Futebol (DIF) do clube, o 4-2-3-1.

A falta de um companheiro de ataque tem feito Walter apelar para o individualismo. Durante o jejum, o camisa 18 tem procurado resolver com dribles e chutes de média e longa distância.

Assim como o Atlético, Luqueño vê a Sul-Americana como chance de salvar 2015

Leia a matéria completa

Nas seis partidas sem marcar, finalizou 13 vezes – só não conseguiu arrematar para a meta no revé diante do Corinthians. Das tentativas, seis foram na direção da meta e sete acabaram fora.

O camisa 18 é quem mais finaliza pelo Atlético no Brasileiro. Ao longo da disputa, acertou o gol em 31 oportunidades. Tentou outras 39 vezes, mas errou a pontaria.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.