Volante Edinho comemora o primeiro gol do Grêmio sobre o Atlético, marcado pelo meia Douglas. | Hugo Harada/Gazeta do Povo
Volante Edinho comemora o primeiro gol do Grêmio sobre o Atlético, marcado pelo meia Douglas.| Foto: Hugo Harada/Gazeta do Povo

Enquanto a torcida se sentia em casa, o Atlético se comportou como time visitante e pagou pela apatia, principalmente no primeiro temo, na derrota por 2 a 1 para o Grêmio na noite desta quarta-feira (16), no Estádio Couto Pereira. O jogo na casa do rival Coritiba, forçado pelo show do roqueiro inglês Rod Stewart nesta quinta (17), na Arena da Baixada, foi o quarto sem vitórias do Furacão no Brasileirão.

ENQUETE: quem vai vencer o Atletiba?

TABELA: veja a classificação da Série A

Sob vaias da torcida e críticas pelo rodízio de jogadores que tem feito por causa do desgaste físico, o técnico Milton Mendes vê o time perder posições na tabela. A sequência ruim derrubou o time da 4ª para a 9ª colocação, com 38 pontos. Pela gordura acumulada até aqui, a diferença de pontos para o G4 se mantém em três, pelo menos até esta quinta-feira. São Paulo e Flamengo podem piorar a situação atleticana na tabela se vencerem Chapecoense e Coritiba, respectivamente.

  • Walter luta pela bola na partida com o Grêmio.
  • Marcos Guilherme tenta passar pela marcação do Grêmio.
  • Evandro chuta para marcar gol pelo Atlético diante do Grêmio.
  • Edinho comemora gol do Grêmio contra o Atlético.
  • Torcida do Atlético no jogo com o Grêmio no Couto Pereira.
  • Evandro comemora gol do Atlético diante do Grêmio.
  • Lateral Roberto divide a bola contra o Grêmio.
  • Giuliano comemora gol de Douglas pelo Grêmio.

O atacante Walter, que jogou os 90 minutos, tentou explicar o criticado rodízio promovido por Mendes. “Ele está vendo quem está melhor de perna, pois jogos quarta, domingo, sábado, quinta fica difícil”, afirmou o atacante. Para ele, o Atlético está na mesma fase ruim que outros times têm enfrentado no campeonato.

“Todos os times passam por isso. Agora somos nós, com quatro jogos. Veja o Fluminense que não vence há sete jogos. É normal essa queda. No primeiro tempo eles mereceram ganhar, mas no segundo jogamos muito bem”, avaliou o centro-avante, que passou em branco diante do Grêmio, já que o gol solitário do Atlético saiu dos pés de Ewandro. Aos 33 minutos do segundo tempo, o jovem atacante recebeu na área de Otávio, dominou, girou e fez.

O Furacão pagou pelo primeiro tempo apagado. As mudanças feitas por Mendes não deram resultado e o time só conseguiu se reorganizar quando ele pôs em campo o time que era especulado para ser o titular.

Torcida não vê problemas na volta do Atlético como mandante no Couto

Leia a matéria completa

Incomodado com a sequência tropeços – nos últimos três jogos empatou dois, contra Joinville e Figueirense, e perdeu para o lanterna Vasco – e pensando no bem-estar físico do time, Mendes fez mudanças na equipe. Ytalo começou no lugar de Ewandro e Roberto na vaga de Sidcley. Sem Nikão, suspenso, Hernani começou na meia-cancha.

Previsível, o time não conseguiu criar jogadas eficientes, enquanto via um Grêmio organizado e paciente. Na primeira jogada bem trabalhada pelo adversário, o gol saiu ao natural. “Foi a primeira bola bem trabalhada, com triangulação e troca de passes. Se tivéssemos mais tranquilidade poderemos fazer mais gols”, disse Douglas, autor do primeiro gol gremista, aos 31 do primeiro tempo.

Ex-presidente do Coritiba, Vilson Ribeiro diz que cultura impede estádio único para rivais

A proposta do ex-presidente do Coritiba Giovani Gionédis para que o Coxa e Paraná dividissem com o Atlético seus mandos de jogos na Arena da Baixada não é viável na opinião de outro ex-mandatário alviverde...

Leia a matéria completa

Logo após o segundo gol gaúcho, marcado por Luan, no primeiro minuto da segunda etapa, o treinador rubro-negro fez a segunda mudança. Com o meia Hernandez no lugar do volante Deivid, a equipe melhorou. Com Sidcley no lugar de Roberto, o time se consolidou e pressionou, até Ewandro diminuir.

“Entramos mal no primeiro tempo, mas no segundo fomos para cima e consegui o gol. Infelizmente não deu para conquistar o resultado positivo, mas tentamos de tudo. Agora temos que trabalhar para a próxima partida”, disse o atacante Ewandro. No domingo (20), às 18h30, também no Couto, o Furacão encara o rival Coritiba no clássico Atletiba.

Craque

Luan

Sem jogar com um atacante fixo, o Grêmio depende da movimentação de sua dupla de ataque para criar espaços. Luan soube aproveitar as brechas criadas na marcação, fez um gol e deu assistência para o outro.

Bonde

Ytalo

Escalado para jogar na função de Nikão, o atacante ficou isolado na ponta esquerda, totalemnte perdido durante os pouco mais de 40 minutos que ficou em campo. Foi sacado ainda na primeira etapa por Milton Mendes.

Guerreiro

Douglas

Comandante do meio de campo gremista, Douglas conduziu a equipe ao campo de ataque, articulou as jogadas e ainda apareceu na área para marcar o primeiro gol do jogo.

Chave do jogo

A estratégia de forte marcação e contra-ataques gremista deu resultado e o Atlético pouco ameaçou o adversário. O Furacão errou muitos passes, se entregou à marcação e só foi buscar jogo quando o placar já estava 2 a 0 para o Grêmio.

Gols

1º Tempo

0 x 1 - 31 min.: Jogada trabalhada na entrada da área atleticana, Luan recebe na meia lua e serve Douglas, que domina no meio da área e bate na saída de Weverton.

2º Tempo

0 x 2 - 1 min.: Otávio perde a bola na intermediária, Douglas enfia para Luan na área para o atacante bater por baixo do goleiro.

1 x 2 - 33 min.: Otávio toca para Ewandro na área, o atacante arruma, gira e bate no canto do goleiro.

Cartões

Amarelos: Otávio (A); Edinho, Tiago (G)

Suspensos

Atlético:

Grêmio:

Próximos jogos

Atlético: Coritiba (fora); Ponte Preta (casa); São Paulo (fora)

Grêmio: Palmeiras (fora); Avaí (casa); Cruzeiro (fora)

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]