i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Campeonato Paranaense

Pênalti defendido redime Vanderlei da falha no primeiro jogo final

Goleiro do Coxa, que havia falhado no gol de Ligüera na primeira partida, estudou as cobranças de Guerrón para ser eficiente

  • PorHelen Anacleto, especial para a Gazeta do Povo
  • 13/05/2012 16:59
Vanderlei comemora o pênalti de Guerrón defendido | Albari Rosa / Gazeta do Povo
Vanderlei comemora o pênalti de Guerrón defendido| Foto: Albari Rosa / Gazeta do Povo

Acusado de falhar na primeira partida decisiva contra o Atlético, o goleiro Vanderlei virou um dos destaques na conquista alviverde do tricampeonato paranaense. Na partida deste domingo (13) no Couto Pereira, o arqueiro do Coritiba defendeu o pênalti do atacante Guerrón, o quarto cobrado pelo Atlético.

Para conseguir tal feito, Vanderlei estudou as cobranças recentes do equatoriano e comemorou o acerto do canto escolhido. "Da última vez, ele [Guerrón] bateu no canto direito. Dessa vez, ele escolheu o esquerdo. Fico feliz por ter acertado", disse o goleiro.

Mais do que trabalhar a parte física, Vanderlei teve que analisar, longe das traves, o comportamento dos prováveis batedores do Furacão. De acordo com o preparador de goleiros do Coritiba, Rogério Maia, o goleiro foi preciso na análise dos vídeos selecionados pela equipe técnica.

"Nós sabíamos o risco [de levar o jogo para os pênaltis]. O Vanderlei soube observar bem o material que tínhamos", destacou. Maia explicou que o goleiro alviverde estudou as maneiras de cobrar de Alan Bahia e Ligüera, os mais cotados para as cobranças atleticanas. No caso do meia uruguaio, Vanderlei chegou a estudar cobranças dele quando jogava pelo Olímpia (Paraguai) e Peñarol (Uruguai).

ReconhecimentoDesde que deixou o Paranavaí, time com o qual foi campeão paranaense em 2007, Vanderlei vive fases distintas no Coritiba. Como reserva de Edson Bastos, o jogador só teve chances de ser o dono da meta coxa-branca quando uma lesão tirava o então titular de combate.

Desde o ano passado, porém, quando Bastos enfrentou uma série de falhas decisivas, o goleiro ganhou a confiança do técnico Marcelo Oliveira. "Não tenho comentários sobre o Vanderlei. Ele é um dos melhores goleiros no Brasil", decretou o atacante Anderson Aquino.

Bastos, titular apenas na vitória diante do Roma, pela última rodada do returno, não negou a torcida pelo companheiro de meta. "Eu só torci. Até briguei com o Vanderlei que até que enfim ele me deu um título", brincou o reserva. "A gente comemora sempre junto".

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.