Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 | Brunno Covello/Gazeta do Povo
| Foto: Brunno Covello/Gazeta do Povo

O presidente do Coritiba, Rogério Bbacellar, se pronunciou por intermédio de uma nota oficial sobre a renúncia do vice-presidente Ernesto Pedroso. No texto publicado no site do clube, Bacellar agradece os serviços prestados pelo dirigente, a quem chama de “amigo” e “ilustre coxa-branca”, mas afirma que o clube tem que olhar para frente em busca de um futuro melhor.

Segundo Bacellar, um grupo de outros conselheiros está trabalhando há um mês nas áreas de gestão, planejamento e futebol. O período coincide com a primeira reclamação feita por Pedroso de que estavam tentando-o derrubar de seu posto. Após a derrota para o Internacional no dia 7 de junho, um grupo de torcedores foi reclamar sobre o trabalho de Pedroso para Bacellar, pedindo sua saída.

Uma reunião no dia seguinte, segundo o próprio Pedroso, teria acalmado os ânimos desses torcedores. Nesta segunda-feira, porém, o dirigente pediu sua renúncia após tomar conhecimento de um abaixo-assinado pedindo sua saída.

O nome do novo vice-presidente ou diretor de futebol ainda não foi confirmado pelo clube. O conselheiro Pierre Boulos é um dos nomes cotados para assumir as funções de Pedroso.

Confira a nota divulgada pelo clube:

“Recebi o pedido de renúncia do vice-presidente Ernesto Pedroso, ilustre coxa- branca que esteve ao meu lado desde que nos propusemos a assumir o Coritiba no final de 2014. Lamento sua saída, agradeço seu empenho e seu trabalho nesses meses, mas, temos que olhar para frente em busca de um futuro cada vez melhor para a Instituição.

Em uma história tradicional, vitoriosa e centenária como a do Coritiba, sempre existirão pessoas de bem, dispostas a trabalhar pelo engrandecimento do Clube. Essa é a essência da paixão coxa-branca. Há cerca de um mês, já contamos com um grupo seleto de pessoas altruístas, contribuindo com as áreas de gestão, de planejamento e de futebol, pensando e estudando o Coritiba para as próximas temporadas.

Reforço meu compromisso de campanha de que o Conselho Administrativo atuará de forma estratégica na gestão e no futebol, de forma muito próxima aos executivos, cobrando e fiscalizando a implementação do projeto proposto, o qual é o alicerce principal da nossa administração.

Completamos, recentemente, seis meses de gestão, que representam 1/6 do nosso mandato. Talvez, seja esse o período mais difícil. Assumimos o Coritiba em crise administrativa, salários atrasados, ações de cobranças na justiça, dívidas diversas, elenco inchado, salários altos e a falta de transparência na condução do Clube.

Ao mesmo tempo que foi necessário gerenciar toda essa situação, tivemos que reestruturar o elenco, enxugar a folha de pagamento, pagar os salários em dia, aumentar o quadro associativo, buscar novos patrocinadores e lutar para implementar nossa gestão.

Hoje, temos um Coritiba mais aberto, transparente, austero e democrático, com a participação do conselho e de nossos sócios no dia a dia do Clube. Pedimos ao sócios e torcedores que acreditem no nosso trabalho e em nosso compromisso com o Coritiba. O que todos queremos é um Coritiba maior, cada vez mais forte e vencedor”.

Rogério Portugal Bacellar, presidente do Coritiba Foot Ball Club.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]