Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Assinatura de Duílio; gol marcado em 1960, na goleada por 6 a 1 sobre o Britânia; Duílio recém-contratado; detalhe da camisa do ex-atacante; o artilheiro com a bola na cabeça: a jogada aérea era uma de suas especialidades. | Arquivo/Helênicos
Assinatura de Duílio; gol marcado em 1960, na goleada por 6 a 1 sobre o Britânia; Duílio recém-contratado; detalhe da camisa do ex-atacante; o artilheiro com a bola na cabeça: a jogada aérea era uma de suas especialidades.| Foto: Arquivo/Helênicos

Vinte e quatro anos após sua morte, o ex-atacante do Coritiba Duílio Dias saltou da 58.ª para a 22.ª colocação no ranking de maiores goleadores por um mesmo clube da história do futebol brasileiro. O feito foi alcançado no Alviverde, equipe que defendeu entre 1954 e 1963.

O reposicionamento do Canhão, como ficou conhecido o maior artilheiro do futebol paranaense, é fruto de uma recontagem inédita de gols feita pelos Helênicos – grupo de pesquisadores da história do Coritiba. O trabalho contou com o auxílio dos pesquisadores Adalberto Klüser, Ângelo Delfino, James Skroch e Paulo Mazzarotto.

Antes da revisão, os números contabilizavam 202 gols de Duílio em partidas oficiais pelo Coritiba. Os tentos em amistosos, porém, nunca haviam sido levantados com precisão. Após a ostensiva empreitada dos pesquisadores paranaenses, a nova marca do artilheiro nascido em Ponta Grossa chegou a 206 gols em ocasiões oficiais e outros 48 em amistosos, atingindo a estatística final de 254 gols com a camisa alviverde.

Segundo os pesquisadores, a nova marca o estabelece como o 22.º jogador que mais gols anotou por um único clube brasileiro, em ranking formulado por pesquisadores Brasil afora e que tem como líder Pelé, com mais de mil gols pelo Santos.

Segundo Guilherme Straube, dos Helênicos, a pesquisa consistiu em revirar jornais antigos, viagens para cidades do interior, além do auxílio de pesquisadores do país. “O intuito deste trabalho é o de divulgar de forma mais justa o grande goleador que foi o Duílio. Ao somarmos os gols dos amistosos, notamos que ele dava este grande salto de posição no ranking”, explica.

Apelidado Canhão pelo chute extremamente forte, Duílio começou a carreira no Operário Ferroviário, em 1951. Em maio de 1954, foi contratado pelo Coritiba, onde ficou até 1963, ano em que acertou com o Água Verde, agremiação em que encerraria a carreira em 1965. Exímio cabeceador, Duílio anotou cerca de um terço de todos os gols da carreira de cabeça. Foi também colecionador de recordes.

Além de maior artilheiro do Coritiba, é o atleta que até hoje mais marcou gols em Campeonatos Paranaenses: 221; que mais gols anotou no Couto Pereira (então chamado Belford Duarte): 109; maior goleador de uma única edição do Estadual: 36, em 1960; mais vezes artilheiro do Paranaense: 1955, 1957, 1958, 1960 e 1963. Foi ainda pentacampeão paranaense com o Coxa.

Confira a lista dos principais artilheiros por um único clube no Brasil:

  1. Pelé (Santos), 1.091 gols
  2. Roberto Dinamite (Vasco), 702
  3. Zico (Flamengo), 508
  4. Carlitos (Internacional), 485
  5. Pepe (Santos), 405
  6. Coutinho (Santos), 370
  7. Romário (Vasco), 326
  8. Waldo Machado (Fluminense), 319
  9. Luisinho (América-RJ), 311
  10. Quarentinha (Botafogo), 308
  11. Cláudio (Corinthians), 305
  12. Ademir (Vasco), 301
  13. Friedenreich(Paulistano), 291
  14. Heitor Marcelino (Palmeiras), 284
  15. Toninho Guerreiro (Santos), 283
  16. Carvalho Leite (Botafogo), 274
  17. Baltazar (Corinthians), 266
  18. Alcindo (Grêmio), 264
  19. Dida (Flamengo), 264
  20. Bebeto (Gaúcho-RS), 263
  21. Reinaldo (Atlético-MG), 255
  22. Duílio (Coritiba), 254
  23. Carlito (Bahia), 253
  24. Teleco (Corinthians), 251
  25. Pinga (Vasco), 250
Fonte:
Helênicos, baseado em dados de pesquisadores do país
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]