Vilson Ribeiro de Andrade e Rogério Bacellar, candidatos à presidência do Coritiba, se cumprimentam no Alto da Glória | Ivonaldo Alexandre/Gazeta do Povo
Vilson Ribeiro de Andrade e Rogério Bacellar, candidatos à presidência do Coritiba, se cumprimentam no Alto da Glória| Foto: Ivonaldo Alexandre/Gazeta do Povo

Oficializado ontem como candidato da oposição, Rogério Portugal Bacellar só aceitou a missão no dia anterior. "Surgiu o convite. No início não tinha aceito por falta de tempo. Eu revi minha posição após uma visita do [Ernesto] Pedroso e do [Ricardo] Guerra ontem. Vou fazer um sacrifício pela minha paixão", disse.

Coxa-branca desde criança e prestes a completar 65 anos — no próximo dia 24 —, Bacellar tornou-se sócio do Alviverde em 1968; e conselheiro durante a última gestão de Vilson Ribeiro de Andrade, de quem é amigo há mais de 40 anos. Formado na Faculdade de Direito de Curitiba em 1974, ingressou no ramo cartorário na mesma década. Tem mais de 200 certificados, entre palestras, cursos, especializações e congressos de Direito no Brasil e no exterior .

Já presidiu diversas associações, como o Rotary Clube de Morretes e o de Curitiba. Hoje é oficial do Registro Civil do Cartório do Bacacheri (Tabelionato Bacellar), presidente da Associação dos Notários e Registradores do Brasil (Anoreg-BR) e da Federação Brasileira dos Notários e Registradores do Brasil (Febranor), o que inclui mais de 20 mil cartórios pelo país. "Vou verificar como vou fazer [nestas associações, caso seja eleito], passar para os vice-presidentes. A minha prioridade é o Coritiba", garantiu

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]