i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
futebol internacional

“Guardiola queria treinar seleção brasileira na Copa”, diz Daniel Alves

Em entrevista à ESPN, lateral afirma que o técnico espanhol já tinha uma escalação ideal para o Brasil e que estava disposto a só receber pagamento se conquistasse o título

    • Estadão Conteúdo
    • 07/07/2015 17:56
    Daniel Alves durante treino da seleção brasileira na Copa de 2014: lateral diz que Pep Guardiola foi rejeitado pela CBF antes do Mundial. | Albari Rosa/Gazeta do Povo
    Daniel Alves durante treino da seleção brasileira na Copa de 2014: lateral diz que Pep Guardiola foi rejeitado pela CBF antes do Mundial.| Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo

    O lateral-direito Daniel Alves revelou nesta terça-feira que Josep Guardiola tinha projeto de assumir a seleção brasileira antes da Copa do Mundo. De acordo com o jogador do Barcelona, em entrevista à ESPN, o treinador espanhol tinha estratégia e até time definido para o Brasil atuar no Mundial de 2014, em casa.

    “Eu pago por ser linguarudo, mas não conto mentira. Antes da Copa, o Pep queria treinar a seleção brasileira e não quiseram”, revelou o lateral, que trabalhou sob o comando de Guardiola no Barcelona entre 2008 e 2012. Com Guardiola, Daniel Alves comemorou dois títulos da Liga dos Campeões e dois Mundiais de Clubes, entre outros troféus.

    “O Pep é o melhor treinador do mundo. Um cara que revolucionou o futebol. Tivemos a chance de ter o cara sem ter de gastar. A intenção dele era só receber se tivesse o resultado esperado. E você deixa passar uma oportunidade dessa? Você não pensa na seleção brasileira.”

    Daniel Alves, lateral do Barcelona

    Daniel Alves afirmou que Guardiola, considerado um dos melhores técnicos da atualidade, havia definido até uma estratégia adequada para a seleção brasileira brilhar nos gramados da Copa. “O Pep falou que queria fazer a gente campeão do mundo e tinha toda a estratégia e não quiseram”, declarou. “Desde que eu estou na seleção, ele já tinha o time na cabeça, já tinha a equipe que ele queria para treinar o Brasil.”

    De acordo com o lateral, a CBF temia a reação da torcida diante de um treinador estrangeiro. “Falaram que não sabiam se o Brasil iria aceitar. Se não aceitamos o melhor do mundo, que pode nos fazer melhores, você não se preocupa com a seleção brasileira”, criticou o jogador, na véspera de completar um ano do fatídico 7 a 1, em que o Brasil foi eliminado da Copa pela Alemanha na semifinal.

    A declaração de Daniel Alves coincide com recente declaração do técnico Dunga, que desdenhou de uma possível ajuda de treinadores europeus para auxiliar a recuperação da seleção, eliminada nas quartas de final da Copa América.

    Dunga esteve na segunda-feira em encontro da CBF, que reuniu ex-técnicos do Brasil para apresentar soluções para o futebol nacional. “Não podemos nos levar por modismos. Ter referências é sempre bom, mas queremos resgatar o futebol brasileiro ou copiar o europeu? O mais importante é buscar soluções aqui dentro”, dissera Dunga.

    Salário

    Daniel Alves revelou também que Guardiola não pretendia receber altos salários no comando da seleção. Pelo seu projeto, ele só seria recompensado se a seleção conquistasse o hexacampeonato. “O Pep é o melhor treinador do mundo. O cara mais gestor esportivo que eu vi. Um cara que revolucionou o futebol, um time, uma equipe. Tivemos a chance de ter o cara sem ter de gastar, se o problema é dinheiro. A intenção dele era só receber se tivesse o resultado esperado pelo povo brasileiro. Você deixa passar uma oportunidade dessa? Você não pensa na seleção brasileira”, disse o jogador, alfinetando novamente a CBF.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.