i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
luto

Morre Zé Roberto, ídolo de Atlético e Coritiba

Eleito por especialistas o maior jogador do futebol paranaense de todos os tempos, Gazela marcou época no Alto da Glória e também foi ídolo na Baixada – algo para poucos

  • PorGazeta do Povo
  • 07/05/2016 15:03
Zé Roberto, em foto tirada no ano passado, prestes a completar 70 anos. | Carlos Valentino/O Serrano
Zé Roberto, em foto tirada no ano passado, prestes a completar 70 anos.| Foto: Carlos Valentino/O Serrano

Na véspera de um Atletiba, torcidas de Coritiba e Atlético ficam de luto. Morreu neste sábado (7) o ex-atacante Zé Roberto, 70 anos.

Ídolo alviverde nos anos 70, ele faleceu na manhã deste sábado (7), às 6 horas, no Hospital de Amparo, em Serra Negra, onde residia, no interior de São Paulo. Internado há uma semana, o ex-craque vinha sentindo muitas dores abdominais e segundo informações, ele acabou falecendo devido a uma úlcera.

Zé Roberto: veja fotos históricas do ídolo de Atlético e Coritiba

MEMÓRIA FC: imagens do grande Zé Roberto, mito do futebol paranaense

Com a camisa que mais brilhou;

Arquivo GRPCom

Em pesquisa realizada pela Gazeta do Povo em 2008, acabou eleito o melhor da história do futebol paranaense. Número 1 dos 100 escolhidos por 74 eleitores, entre jornalistas, comentaristas, narradores, radialistas e historiadores ( veja a lista completa).

Em um Atletiba, pelo Atlético.

Arquivo GRPCom

Em 2015, em sua última entrevista para o jornal, passou a limpo a carreira. À época, comemorava 70 anos de idade e foi sabatinado por personalidades e amigos, como os ex-colegas Hidalgo, Sicupira, Nilo, Madureira, Frega, Krüger, Nilson Borges, Cláudio Marques, Jairo, além dos jornalistas Carneiro Neto e Augusto Mafuz.

Zé Roberto: “Quando o Flecha passava, era um golzinho nosso”

O ex-atacante começou a carreira de jogador no São Paulo, mas ganhou fama mesmo defendendo o Atlético, o Coritiba e o Corinthians.

Sua passagem pelo Coxa foi marcante, com as conquistas do Torneio do Povo, em 73, e no tetracampeonato paranaense de 71, 72, 73 e 74.

O Gazela, como era conhecido, de fato foi um dos maiores talentos futebol paranaense– para muitos, “o maior”. Era um craque à moda antiga, marcado pela fama de malandro. Ele marcava gols fantásticos na proporção que a fama de boêmio crescia.

Zé Roberto se encontrava aposentado e deixou três filhos (Rose, Renata e Roberto), dois netos e dois bisnetos.

No ano passado, último registro da Gazeta do Povo

Carlos Alberto Vaentino/O Serrano
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.