Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 | Jonathan Campos/Gazeta do Povo
| Foto: Jonathan Campos/Gazeta do Povo

O técnico do Paraná nesta reta final da temporada, Fernando Miguel, falou sobre a sua situação no clube após o empate diante do Sampaio Corrêa, neste sábado (28). E declarou que não vê problemas em voltar ao cargo a exercer o cargo de auxiliar técnico e admitiu que não conhece o novo treinador do clube, Claudinei Oliveira, anunciado pela diretoria para comandar o Tricolor em 2016.

TABELA: Veja como ficou a classificação da Série B

“Desde o inicio a diretoria havia falado que eu sou funcionário do clube, que eu estava treinando interinamente. Eu vejo como normal a contratação do Claudinei Oliveira. É uma pessoa gabaritada e que já tem uma vivência no futebol. Não tive oportunidade de conhecê-lo, mas nós temos alguns amigos e as referências que eu tenho dele são boas”, explicou Miguel.

Miguel chegou a dizer, quando assumiu a equipe interinamente na Série B, que iria tentar aproveitar a oportunidade para se firmar como treinador principal, mas o baixo rendimento da equipe sob seu comando fez com que a direção paranista optasse pela contratação de Claudinei.

Na despedida da temporada, Paraná fica só no empate contra o Sampaio Corrêa

Leia a matéria completa

“Eu entrei em um momento conturbado. Nós não almejávamos nada, mas eu tive uma experiência que ajudou muito na minha vida. Posso dizer que adiantei uns dois anos de experiência neste curto período que eu comandei o Paraná. Agora como auxiliar eu quero poder ajudar na minha função”, desabafou o interino.

Fernando Miguel treinou o Tricolor em dez jogos na Série e conquistou duas vitórias, cinco empates e três derrotas, com um aproveitamento de 36% dos pontos conquistados.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]