Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 | Albari Rosa/gazeta do povo
| Foto: Albari Rosa/gazeta do povo

O Paraná demitiu o técnico Claudinei Oliveira e o gerente de futebol Beto Amorim na tarde desta segunda-feira (13), dois dias após a goleada sofrida por 5 a 1 para o Náutico, no último sábado (11), pela Série B. Já o superintendente de futebol, Durval Lara Ribeiro, o Vavá, foi afastado do dia a dia do futebol tricolor.

CURTA a página Meu Paraná, Meu Tricolor no Facebook

“O Paraná agradece o empenho e a luta do gerente de futebol Beto Amorim e do técnico Claudinei Oliveira, que conduziram o Tricolor nas disputas do Campeonato Paranaense, Copa do Brasil e neste início de Brasileiro. Procuramos oferecer-lhes as melhores condições de trabalho, dentro da realidade financeira do clube”, diz parte do texto, assinado pelo presidente Leonardo Oliveira.

Ambiente ruim motivou revolução no futebol tricolor, diz presidente do Paraná

Leia a matéria completa

O clube prometeu ainda para os próximos dias a contratação de um executivo do futebol para comandar o departamento profissional paranista. Com isso, Vavá deixa de acompanhar o cotidiano do elenco, mas seguirá no clube. “Caberá a este profissional processar as mudanças necessárias para que voltemos a apresentar um futebol competitivo e equilibrado, condizendo com a grandeza do Tricolor”.

Por fim, o clube volta a pedir um voto de confiança do torcedor. “Restam pouco mais de cinco meses para o encerramento da temporada. Será, até novembro, trinta jogos, trinta decisões. Contamos com você, torcedor paranista, para seguirmos nessa caminhada”, prossegue.

No jogo contra o Goiás, terça-feira (14), às 19h15, na Vila Capanema, o auxiliar-técnico fixo do clube, Fernando Miguel, comandará o time do banco de reservas. Ele será auxiliado por Luciano Simm, técnico das categorias de base do Paraná.

Em sua segunda passagem pelo Tricolor, Claudinei comandou o time em 27 jogos, pelo Estadual, Copa do Brasil e Série B. No total, foram 12 vitórias, oito empates e sete derrotas, aproveitamento de 54% dos pontos.

O Paraná acertou ao demitir Claudinei?

Equipe de Esportes da Gazeta do Povo debate as consequências da troca de comando no Tricolor.

+ VÍDEOS

Veja a nota na íntegra

O desempenho do nosso time neste Campeonato Brasileiro 2016 – 13º colocado, após oito rodadas – está muito aquém do esperado pela diretoria e pela torcida do Paraná Clube. Diante deste cenário, decidimos por uma alteração direta e efetiva no nosso departamento de futebol. Nos próximos dias, um executivo do futebol será anunciado. Caberá a este profissional processar as mudanças necessárias para que voltemos a apresentar um futebol competitivo e equilibrado, condizente com a grandeza do Tricolor.

Uma nova diretriz só seria possível com o desligamento de alguns profissionais do clube. O Paraná Clube agradece o empenho e a luta do gerente de futebol Beto Amorim e do técnico Claudinei Oliveira, que conduziram o Tricolor nas disputas do Campeonato Paranaense, da Copa do Brasil e neste início de Brasileiro. Procuramos oferecer-lhes as melhores condições de trabalho, dentro da realidade econômica do clube. Profissionais em suas condutas, Beto e Claudinei saem, mas deixam as portas abertas com essa diretoria.

O executivo de futebol, que será apresentado na próxima quinta-feira, ficará à frente da contratação de um novo treinador, bem como de ajustes no elenco profissional para a sequência da temporada. Assim, o superintendente de futebol Durval Lara Ribeiro também se afasta do dia a dia do departamento de futebol profissional.

As medidas, aqui anunciadas, visam oxigenar o nosso departamento de futebol e assegurar uma retomada nos resultados que a torcida espera e merece. Sabemos da luta de todos para recolocarmos o Paraná Clube na Série A e esta diretoria seguirá não medindo esforços na busca por este objetivo. Restam pouco mais de cinco meses para o encerramento da temporada. Serão, até novembro, trinta jogos, trinta decisões. Contamos com você, torcedor paranista, para seguirmos nessa caminhada, sem perder o foco, mas efetuando correções de rota, sempre que julguemos necessário.

Leonardo de Oliveira

Presidente do Paraná Clube

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]