i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
CORRUPÇÃO NO FUTEBOL

Romário quer que Abin ajude CPI do Futebol

    • Folhapress Web
    • 20/08/2015 10:58
    Senador Romário é o presidente da CPI do Futebol. | Jefferson Rudy/Agência Senado
    Senador Romário é o presidente da CPI do Futebol.| Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

    O senador Romário (PSB-RJ) quer pedir ajuda da Abin (Agência Brasileira de Inteligência) para a CPI do Futebol. O ex-jogador, que também é presidente da comissão, entrou com um requerimento para apresentar a solicitação, um pedido que precisa ser aprovado pelos demais parlamentares do órgão nesta quinta-feira (20), em Brasília.

    Ao todo, há 19 pedidos para serem avaliados nesta reunião, sendo 13 deles do ex-atacante -os outros seis são do senador Paulo Bauer (PSDB-SC), vice-presidente da CPI.

    No pedido, Romário escreve que a proposta de ajuda seja oficializada ao ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, General-de-Exército José Elito Carvalho Siqueira, “solicitando indicação de um oficial de inteligência da Abin (Agência Brasileira de Inteligência) para acompanhar os trabalhos técnicos e investigativos” da CPI.

    O objetivo da comissão, que conta com 11 senadores, é de investigar a CBF e o COL e buscar irregularidades em contratos feitos para a realização de amistosos da seleção brasileira e de campeonatos organizados no Brasil, incluindo a Copa das Confederações e a Copa do Mundo.

    Os parlamentares decidirão ainda sobre outros pedidos, como a convocação do atual presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, como testemunha, e abertura das suas informações bancárias e fiscais, incluindo as de natureza sigilosa, bem como as de Wagner Abrahão, empresário do setor de turismo, dono do grupo Águia, parceiro da entidade máxima do futebol brasileiro.

    Há também solicitação da apresentação dos contratos assinados pela CBF nos últimos anos, que ainda estejam em vigor, e convocação de Ricardo Teixeira, ex-presidente da CBF, e do empresário Kleber Leite, dono da Klefer, que também faz parte das investigações do FBI.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.