i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Copa do Brasil

Geninho: “Tocantins ficou com temor de ser goleado”

Técnico do Atlético diz que adversário jogou na retranca e facilitou a vida do Furacão na estreia pelo torneio nacional

  • PorGazeta do Povo
  • 04/03/2009 20:49

A vitória de 3 a 0 do Atlético Paranaense sobre o Tocantins na estreia da Copa do Brasil atingiu as expectativas do técnico Geninho. Aliás, nem todas. Isto porque o treinador não deixou de mencionar, após a partida, que o confronto poderia ter terminado em uma verdadeira "surra". Algo parecido com que o xará do Furacão, o Atlético-MG, fez com o Palmas, rival do Tocantins, no ano passado.

"Talvez pelo fato de o Palmas ter tomado 7 a 0 do Atlético-MG no ano passado aqui tenha feito com que o Tocantins tenha abdicado de atacar. Eles ficaram com o temor de serem goleados e não saíram da defesa. É verdade que fizeram uma marcação muito boa, homem a homem em todos os setores, o que dificultou para nós. Mas nós tocamos bem a bola, trabalhamos e, depois do terceiro gol, ai não nos desgastamos tanto em cima do calor, rodamos a bola e criamos ainda três chances. O resultado acabou sendo importante", analisou.

A saída precoce da Copa do Brasil em 2008, diante do Corinthians-AL logo na primeira fase, fez com que o Furacão tenha aprendido uma boa lição, na visão de Geninho. "Lições são assim, para você aprender, como no ano passado, quando o time empatou fora e foi desclassificado na Arena. O jogador sabe que, com três gols, o resultado está na mão, e passa a buscar mais gols com cuidado, saindo organizadamente, mesmo com o adversário na defesa. Eles só chegaram uma vez na nossa área, e o importante foi a vitória e o aprendizado aqui".

Ainda sem pensar no próximo rival na Copa do Brasil, que sairá do confronto entre Fast-AM e ABC-RN, Geninho parte para definições em dois setores em que a equipe não está fechada: as laterais e o ataque. O treinador do Atlético elogiou as participações de Netinho e Júlio César, mas descartou novas experiências. As observações acabaram e o importante nesta fase, já visualizando a sequência do Campeonato Paranaense, é encaixar todas as peças e dar corpo ao time atleticano.

"Temos algumas posições indefinidas, e agora vamos tentar dar ritmo de jogo a este time. Não encontramos a dupla ideal no ataque, precisamos dar um encaixe a isto. Mas hoje o Júlio César foi bem, marcou um gol, e se ele subir de produção, ótimo, mas ainda temos de melhorar. Em relação às laterais, preciso aguardar a volta do Nei. O Alberto está machucado, então ainda posso seguir improvisando o Zé e o Alex Sandro por ali", finalizou o comandante da equipe.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.