Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Hernanes acertou a bola na trave que originou o primeiro gol do Brasil contra a Inglaterra | Wander Roberto / VIPCOMM
Hernanes acertou a bola na trave que originou o primeiro gol do Brasil contra a Inglaterra| Foto: Wander Roberto / VIPCOMM

O volante Hernanes começou no banco de reservas o amistoso da seleção brasileira diante da Inglaterra, no último final de semana, no Maracanã, e assim deve iniciar o amistoso contra a França, domingo, na Arena Grêmio. O jogador ficou fora do time titular no primeiro coletivo realizado em Goiânia, nesta quarta-feira, onde o time se prepara para o confronto.

Mas a condição de reserva não parece incomodar o jogador, que promete "fazer a diferença" mesmo vindo do banco. "Eu gostaria de começar jogando, sempre. Mas estou preparado para fazer a diferença, seja começando a partida como titular, seja entrando no decorrer da partida", declarou.

E fui justamente o que Hernanes fez diante dos ingleses. Foi dele o chute que parou na trave e originou o primeiro gol brasileiro, marcado por Fred, no empate por 2 a 2. O volante também apareceu com qualidade no ataque em diversas oportunidades, sendo um dos destaques da seleção no segundo tempo.

Na ocasião, Felipão optou por tirar Luiz Gustavo, que tem mais características de marcação, para colocar Hernanes, que se entendeu bem com Paulinho, apesar do estilo ofensivo de ambos. "O Felipão pediu para eu ir mais e o Paulinho ficar um pouco mais preso. Mas, quando o Paulinho foi para o ataque, eu fiquei mais", relatou.

A opção do segundo tempo, mostrou que Felipão está aberto à possibilidade de contar com dois volantes ofensivos na equipe para o decorrer das partidas. "Não é que ele não quer que os volantes ataquem. Ele só quer dividir um pouco o quanto você vai ao ataque e o quanto fica na defesa", comentou Hernanes.

No domingo, o jogador terá pela frente uma seleção que lhe traz más lembranças. Diante da França, em amistoso disputado em 2011, ainda sob o comando de Mano Menezes, ele acabou expulso por uma solada em Benzema. Depois do episódio, ficou um longo período ausente nas convocações brasileiras.

Hernanes ainda se incomoda ao lembrar do lance, admite o erro, e não esconde que uma vitória no domingo seria especial para ele. "Não foi uma coisa positiva, eu sei. Foi um erro de cálculo. Aprendi muito com aquilo. É claro que tem um gostinho especial ter a oportunidade de refazer uma coisa que foi mal feita no passado."

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]