A temporada 2015 não poderia ter começado de forma pior para o Atlético. Sem ritmo de jogo e falhando na defesa, o Furacão perdeu por 2 a 0 para o Benfica Luanda, de Angola, na primeira partida da Casino Marbella Cup, na Espanha. Os gols do time africano foram marcados por Hélio e Gilberto. Com a derrota, o Atlético fica em situação difícil no torneio amistoso, que também conta com Suwon Samsung Bluewings, da Coreia do Sul, e Guangzhou Evergrande, da China. No duelo entre as duas equipes, disputado no sábado, vitória coreana por 2 a 0. O próximo jogo do Furacão será diante dos chineses, às 9h da manhã de terça-feira. O jogo

A partida começou com as equipes se estudando. O Atlético mostrava mais presença ofensiva, mas sentia claramente a falta de ritmo de jogo. Aos oito minutos, Bady cobrou uma falta nas mãos do goleiro Élber. O técnico Claudinei Oliveira não parava quieto, tentando orientar os jogadores, em especial Edigar Júnio. Aos 12, no entanto, o Benfica Luanda foi fatal em seu primeiro ataque. Após levantamento na área, Hélio cabeceou à queima-roupa, sem chances para o goleiro Wéverton. Em desvantagem no marcador, o Atlético passou a atacar mais, mas, desorganizado na parte ofensiva, pecava na criação de oportunidades. Com mais posse de bola, a maior chance rubro-negra veio com Dellatorre, que cabeceou para difícil defesa de Élber. Até o intervalo, a pressão persistiu, mas o placar permaneceu inalterado em Marbella. A segunda etapa iniciou com o Atlético ainda buscando a igualdade, mas com o Benfica levando muito perigo nos contra-ataques. O forte calor na Espanha derrubou o ritmo do confronto, e Claudinei decidiu mexer na escalação. Cléo saiu para a entrada de Douglas Coutinho, enquanto Olaza e Bruno Mota ocuparam os lugares de Natanael e Hernani. Houve tempo para uma boa chance de Douglas Coutinho, e outras alterações, quando o pior aconteceu. Em jogada rápida, Gilberto aproveitou e ampliou o marcador para o Benfica Luanda. Festa africana na Espanha, contrastando com o desânimo rubro-negro. Houve tempo para algumas tentativas desordenadas, sem sucesso. Aos 45, o apito final e a vitória da equipe de Angola.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]